iPhone 6: impasse sobre peça faz com que fabricantes corram contra o tempo

Por Redação | 22.08.2014 às 17:27

À medida que a data escolhida pela Apple para supostamente apresentar o iPhone 6 se aproxima, a internet vai se enchendo de rumores e boatos que dão conta de todos os aspectos do próximo smartphone da companhia. Contudo, ao contrário do que se vem noticiando nos últimos dias, a Reuters obteve acesso a um dos fabricantes de componentes do iPhone 6 e soube que toda a cadeia de produção está se mobilizando para lidar com um impasse gerado pela própria Apple quanto a um dos componentes da tela do aparelho, que deixou toda a linha de produção parada por quase 60 dias.

De acordo com a matéria especial da agência de notícias, a confusão afetou a produção das telas do iPhone 6 e agora todos os fabricantes estão correndo contra o tempo para dar conta da demanda pelo aparelho. Ainda não se sabe, no entanto, se o problema afetará a quantidade de dispositivos disponíveis para compra no primeiro dia, mas é fato que estão todos desesperados para atender às exigências da Apple.

O impasse trouxe um desafio ainda maior para os fabricantes, que tiveram que readequar a linha de produção para acelerar e produzir corretamente os componentes de acordo com as novas especificações da Maçã. Ao que tudo indica, a tela é um dos elementos mais complexos de todo o iPhone 6. Para o novo gadget, a empresa não só resolveu produzir um novo modelo com display maior, como afinar ainda mais a espessura da tela.

E é justamente essa característica que vem dificultando o trabalho nas linhas de produção. Devido a sua fragilidade, o manuseio das telas precisa ser feito de maneira muito minuciosa e até mesmo as máquinas têm dificuldade de fazê-lo. A decisão inicial da Apple em utilizar apenas uma camada de células de iluminação na tela do iPhone 6 e a desistência da ideia fez com que várias máquinas ficassem paradas entre os meses de junho e julho, aguardando por reajustes.

De acordo com a fonte da agência de notícias, as linhas de produção da Japan Display, Sharp e LG Display já estão com suas linhas de produção revisadas e ajustadas. Agora, o objetivo é correr contra o tempo para que as esteiras deem vazão a uma quantidade suficiente de componentes para atender à demanda inicial pelo smartphone.

Não é a primeira vez que problemas do tipo ocorrem

A Apple sempre foi conhecida pelos seus altos padrões de exigência e essa característica geralmente leva as cadeias de fornecedores e fabricantes a reportarem problemas nas linhas de produção.

No ano passado, por exemplo, uma série de fabricantes teve que se readequar às novas exigências da Maçã, que havia decidido produzir uma versão de iPad Mini com tela de alta resolução.

Além disso, tamanha exigência acaba fazendo com que uma grande parte dessas companhias operem em caráter de dedicação exclusiva e alinhadas diretamente aos negócios da Apple. Portanto, se um aparelho da norte-americana se sair mal no mercado, as fabricantes serão atingidas diretamente. Esse tipo de relacionamento pode ser simbiótico até certo ponto, mas também pode afugentar investidores que não o veem desta forma.

Foi o que aconteceu com a Japan Display. De acordo com a UBS Securities, a Apple é responsável por mais de dois terços do faturamento da companhia japonesa e essa dependência já afastou muitos investidores de se envolverem com o negócio.

Desta vez o problema surgiu depois da Apple ter decidido eliminar uma camada de iluminação que fica anexada à tela do iPhone. Segundo os fabricantes, esta seria uma tentativa da empresa em tornar o aparelho ainda mais fino. Embora todas as linhas de produção tenham se esforçado para cumprir com as exigências, a Apple não ficou satisfeita e decidiu por voltar a utilizar duas camadas para oferecer uma iluminação melhor para o display do iPhone 6.

Devido ao vai e vem de exigências, as linhas de produção acabaram ficando paradas por quase 2 meses e não dando vazão à quantidade necessária de displays de 5,5 polegadas que serão usados na versão maior do iPhone 6.

Leia também: China Telecom confirma lançamento do iPhone 6