iPhone 6 não deve trazer tela Safira

Por Redação | 28 de Julho de 2014 às 17h10
photo_camera Divulgação
TUDO SOBRE

Razer

Uma análise publicada pelo jornal britânico Telegraph fez cair por terra os rumores de que o iPhone 6 seria um dos primeiros celulares do mundo a trazerem uma tela Safira. De acordo com as informações publicadas, o material não teria sido enviado às plantas que fabricam o aparelho devido a problemas em seu processo de produção, jogando para frente a utilização em larga escala do material que é ainda mais resistente que a atual Gorilla Glass.

Segundo as novidades que, como sempre, não são confirmadas pela Apple, a safira deve ser utilizada apenas para proteger o sensor TouchID, no botão Home, e a câmera traseira, como já acontece hoje no iPhone 5S. A Apple ainda estaria disposta a usar a tecnologia no futuro, mas uma dificuldade na sintetização do material teria impedido uma adoção imediata.

É oficial, sim, o investimento da empresa em usinas de produção do vidro Safira. A Maçã tem investimentos em fábricas que produzem o componente nos estados americanos do Arizona e Massachusetts, e foi justamente isso que levou muita gente a acreditar que a adoção da safira, apenas menos resistente que o diamante, estaria próxima. Mas, pelo jeito, não vai ser dessa vez.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os principais motivos apontados para o adiamento na adoção da tecnologia seriam a dificuldade e a demora no processo de sintetização do material. As fábricas, funcionando a todo vapor, teriam sido capazes de produzir uma quantidade insuficiente de vidro Safira, que não seria capaz de suprir a demanda pelo aparelho, que teria seu lançamento previsto para setembro. E, como já foi falado anteriormente, adiar a chegada do novo iPhone ao mercado é algo que, para a Apple, está fora de questão.

O processo seria altamente custoso e com alto gasto energético. Como um material incrivelmente resistente, cortá-lo da forma adequada para que se encaixe em telas de smartphones e outros dispositivos não é nada fácil e requer máquinas a laser e baseadas em diamante. Mas, na mesma medida, a dureza da safira torna-a perfeita para uso nesse tipo de aparelho, que vive sofrendo choques e arranhões durante o uso.

As novas informações colocam dúvidas até mesmo na utilização do vidro safira como display do iWatch, o relógio inteligente da Apple. Se as usinas de fabricação do componente estariam tendo problemas com a demanda apenas dos smartphones, o que dizer da adição de toda uma categoria nova de dispositivos a esse montante? É uma equação que, de acordo com os rumores, não fecha.

Por enquanto, a Apple não falou nada sobre o assunto. A chegada do iPhone 6 é dada como certa para o final deste ano, pelo menos em uma de suas versões, e sabe-se que os smartphones já encontram-se em produção. Um anúncio oficial deve acontecer em breve e, aí sim, saberemos tudo sobre a presença ou não do Sapphire Glass na nova geração de aparelhos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.