iPhone 5: Phil Schiller rebate críticas ao novo aparelho em entrevista

Por Redação | 13 de Setembro de 2012 às 13h35

O anúncio do iPhone 5 realizado nesta quarta-feira (12) deixou muitos fãs com um 'gostinho de quero mais'. Muitos aguardavam o anúncio de um aparelho com suporte para NFC e com sistema de recarga de bateria por indução, porém, isso ainda não está disponível na sexta geração do smartphone.

Phil Schiller, vice-presidente sênior de marketing da Apple, rebateu as críticas ao novo aparelho e explicou as razões da empresa para não acrescentar o NFC e a recarga por indução no iPhone 5 em uma entrevista exclusiva para o site All Things D.

Tanto o NFC como a recarga por indução são exemplos de tecnologias que já podem ser encontradas em outros dispositivos móveis como é caso do Google Nexus 7 e do Nokia Lumia 920, aparelho lançado na última semana.

Schiller afirmou que o programa Passbook da Apple, que integrará o iOS 6, é um análogo capaz de atuar da mesma forma como o NFC no comércio eletrônico. O Passbook poderá ser usado, principalmente, para armazenar pontos em cartões de fidelidade, cartões presente e na compra de ingressos para shows e eventos esportivos.

O executivo ainda afirmou que tem muitas dúvidas acerca do NFC e de como a tecnologia poderá de fato facilitar a vida de todos nós. Já o Passbook, segundo ele, é capaz de satisfazer todas as necessidades dos consumidores, pois não precisa da instalação de um outro equipamento de pagamento em lojas e estabelecimentos.

De acordo com o TechRadar, quanto às tecnologias de recarga por indução, Schiller ressalta que até mesmo as bases de carga precisam estar conectadas a uma fonte de energia, seja em tomadas ou até em computadores através de uma conexão USB. E ele afirmou que a Apple acredita que ainda não vale a pena adicionar outro componente.

"Ter que criar outro dispositivo que você tem que ligar na tomada é na verdade, na maioria das situações, mais complicado", garantiu Schiller.

iPhone 5

Ainda em sua entrevista, Schiller afirmou que a criação de um novo conector menor e mais fino, conhecido como Lightning, foi ideal para a construção de produtos mais finos, tanto o iPhone 5 como a nova linha de iPods. O conector de 30 pinos, criado em 2003, não permitiria a diminuição da espessura dos aparelhos.

"Este é o novo conector para muitos anos", concluiu Phil Schiller.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.