Fingerprint Cards foi recusada pela Samsung e hoje é uma das líderes do mercado

Por Redação | 23 de Outubro de 2015 às 09h10

Há cerca de dois anos, um comunicado da imprensa revelou que a empresa Fingerprint Cards AB, fabricante de sensores de impressão digital da Suécia, seria adquirida pela Samsung em um acordo de US$ 650 milhões. Pouco tempo depois, o anúncio foi retirado do ar e apontado como falso, fazendo com que a Fingerprint Cards ficasse longe dos olhos do público. Porém, a companhia não encerrou as suas atividades e continuou desenvolvendo os seus projetos e atualmente se encontra em um papel de liderança devido ao uso de seus sensores nos smartphones da linha Nexus.

A companhia que a Samsung acabou não adquirindo hoje é responsável pela tecnologia Nexus Imprint, que está sendo usada pelo Google para verificar impressões digitais na versão mais recente do Android e do serviço de pagamentos Android Pay.

Trabalhando em conjunto com a sueca está a Precise Biometrics, empresa responsável por fornecer algoritmos de reconhecimento de impressões digitais. As duas empresas, que até então permanecem praticamente anônimas, se tornaram a escolha principal para as fabricantes de smartphones que desejam inserir leitores de impressão digital em seus aparelhos. O NonePlus 2, LG V10, Huawei Mate S, entre outros, são alguns dos aparelhos que dependem da tecnologia da Fingerprint Cards ou da Precise Biometrics.

Um grande concorrente é o sistema de impressão digital da Apple, o Touch ID, que custou US$ 356 milhões aos cofres da Maçã e foram pagos a Authentec.

Mesmo com a Samsung satisfeita com o Synaptics, acredita-se que a empresa poderia ter se tornado uma vendedora de sensores de impressão digital caso a compra fosse efetuada e não uma mera compradora.

Fonte: The Verge

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.