Falha da Apple continua congestionando linhas de emergência na Califórnia

Por Natalie Rosa | 28 de Março de 2018 às 18h12
9to5Mac
Tudo sobre

Apple

A cidade de Elk Grove, próxima a Sacramento, na Califórnia, vem passando por desconfortos com o modo de emergência do iPhone. Segundo relatos, uma falha faz com que a central da Apple gere inúmeras ligações falsas ao 911, número para ligações de emergência nos Estados Unidos.

O departamento de polícia da cidade afirma que, entre 20 de outubro e 23 de fevereiro, 2.028 ligações de emergência falsas foram registradas como vindas das instalações da Apple, sendo uma média de 16 ligações ao dia. As chamadas são silenciosas ou apenas apresentam ruídos de interferência.

O problema pode prejudicar o recebimento de ligações que realmente são de emergência, como aconteceu em um determinado dia de janeiro, quando todas as seis linhas da cidade ficaram congestionadas devido à falha da Apple. Um dos atendentes relatou o caso dizendo que os telefones "acendiam como se fosse uma árvore de Natal".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A falha parece estar longe de ser solucionada de vez, causando frustração no departamento policial de Elk Grove. Os oficiais já chegaram a discutir a possibilidade de enviar a polícia às instalações da Apple, envolvendo o governo estadual.

Causas

O problema já havia sido divulgado à imprensa em fevereiro, e o motivo relatado seria que os aparelhos efetuavam as ligações durante os reparos na loja da Apple. Mas, agora, também há suspeitas de que a ligação aconteça enquanto os aparelhos são embalados para serem enviados às lojas. Inclusive, já foi detectado que uma das ligações aconteceu quando um iPhone foi colocado ao lado do outro, tendo seus botões laterais pressionados. O modo de emergência dos iPhones pode ser ativado sem precisar desbloquear o telefone e nem digitar números.

No mês passado, um relatório da polícia de Elk Grove relatou que o problema foi reduzido aos modelos iPhone 8, 8 Plus, X e Apple Watch, e que muitas das chamadas são originadas em dispositivos que ainda não foram ativados. Segundo o relatório, a Apple não pode desligar a função de emergência de um telefone desativado pois seria um descumprimento do regulamento da Comissão Federal de Comunicações.

Solução

Segundo a gerente de atendimento da central de polícia de Elk Grove, a Apple tentou modificar a forma em que embala os iPhones para evitar que o problema aconteça, mas a diminuição não foi significativa.

"Eles [da Apple] estão analisando a possibilidade de criar ou comprar capas para os aparelhos que desativem todos os serviços de telefonia celular para envolver os iPhones antes do envio. Eles estão trabalhando arduamente com sua equipe de programação para tentar evitar esse problema em seus futuros lançamentos de telefones e relógios", relata a gerente.

A Apple também concordou que as ligações à central de polícia fossem redirecionadas à companhia para que sejam feitas análises do problema.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.