FaceID pode ser o responsável pela fraca produção do iPhone X em 2017

Por Redação | 02 de Outubro de 2017 às 15h29

Segundo o analista Ming-Chi Kuo, da KGI Securities, serão produzidas entre 30 e 35 milhões de unidades do iPhone X em 2017, e a culpa pode ser da câmera TrueDepth que faz o reconhecimento facial para o FaceID, que substitui o leitor de impressões digitais.

Ainda assim, a companhia não deve se preocupar muito quanto à quantidade do dispositivo nas prateleiras deste ano, já que a produção será intensificada no ano que vem. Ainda, o analista acredita que aparelhos com Android levarão mais ou menos dois anos e meio para lançar tecnologias de reconhecimento facial à altura do FaceID.

Sendo assim, é esperado que o iPhone X registre um bom número de vendas no ano que vem, influenciando o mercado com suas inovações. Contudo, muitas pessoas precisarão esperar alguns meses para conseguir comprar o dispositivo, até que sua produção seja normalizada. O aparelho será oficialmente lançado no dia 3 de novembro e, segundo a Apple, o reconhecimento facial é muito mais seguro do que a leitura de digitais.

Fonte: AppleInsider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.