FaceID deve se tornar novo padrão de autenticação nos smartphones, diz analista

Por Redação | 09 de Outubro de 2017 às 12h08

O reconhecimento facial do iPhone X abandona a leitura de impressões digitais para autenticar o usuário. Mas, ainda que outras fabricantes de smartphones possam levar até três anos para reproduzir a tecnologia do FaceID, segundo previsões do analista Ming-Chi Kuo, da KGI Securities, essa pode ser mesmo a nova tendência do mercado, que poderá abandonar a leitura de digitais rumo ao reconhecimento do rosto dos usuários.

Ainda segundo o especialista, muitos fabricantes de dispositivos com Android, como a Samsung, por exemplo, já estão de olho no FaceID para replicar a novidade em seus lançamentos futuros. Ele disse que "investigações sobre tecnologias de sensores 3D, no mínimo, triplicaram" desde o anúncio do iPhone X, mas a Qualcomm, ao menos no momento, vem desenvolvendo um sensor de impressões digitais embutido no display para smartphones.

Portanto, ainda não se sabe muito bem se os próximos lançamentos seguirão apostando nas digitais para a autenticação, ou se o mercado abandonará esse tipo de biometria tão cedo de olho no reconhecimento facial.

Fonte: Pocket Now

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.