Fabricantes buscam alternativas para fugir do “notch” nos displays

Por Wagner Wakka | 03 de Julho de 2018 às 06h43

Depois que a Apple lançou o iPhone X, o “notch” se tornou quase que um padrão para a maioria dos aparelhos anunciados na sequência (ainda que a Maçã não tenha sido a primeira a usar o entalhe no topo da tela). Contudo, a Vivo e Oppo divulgaram novo aparelhos com ideias diferentes que podem fazer as fabricantes repensarem este design.

O “notch” é um aquele pequeno recorte na parte superior do display, criado para que o aparelho ainda tenha uma câmera frontal centralizada, ao lado de sensores que permitem o reconhecimento facial, ao mesmo tempo em que permite mais espaço em tela e bordas mais finas.

O Vivo Nex, contudo, nem mesmo este pequeno retângulo tem. Toda a tela do aparelho chega até os bordos fininhos, dando a impressão de que o dispositivo não possui recuo de tela. O segredo é que a câmera frontal do smartphone é retrátil. Isso quer dizer que a peça fica na parte superior guardada na maior parte do tempo, e só surge para fora do dispositivo quando se precisa tirar uma foto com a câmera frontal. Após o uso, basta guardá-la novamente para dentro do aparelho. Assim, toda parte da frente do smartphone pode ficar disponível para a tela.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Saiba mais: É assim que funciona o mecanismo de câmera retrátil do Vivo NEX

Já a Oppo propôs algo diferente, com uma cara de que sua tecnologia foi inspirada no passado. O Find X, novo modelo da empresa, traz de volta o slide, ou seja, aquele pequeno deslize que alguns telefones mais antigos fazem para revelar o teclado mecânico.

De forma similar ao Nex, o Find X também permite guardar a câmera frontal. Contudo, aqui não há apenas uma peça que sobressai, mas toda a parte da frente do smartphone desliza, revelando a câmera. No caso do Find X, este local que guarda a câmera também abriga outras ferramentas do dispositivo como sensor de infravermelho, de proximidade e outro responsável pelo sistema de desbloqueio por leitura de facial.

Com este pequeno espaço, o Find X consegue a proeza de ter 93,8% da parte frontal dedicada somente à tela. O Oppo ainda tem uma qualidade a mais de guardar também a câmera traseira, também com o deslize do aparelho, o que pode aumentar a vida útil do dispositivo.

Dessa maneira, já começamos a ver soluções para que o "notch" não se torne, de fato, o novo padrão do mercado, uma vez que o entalhe da tela é controverso: enquanto uns não ligam para ele, outros o detestaram com todas as forças.

Fonte: Pocketnow

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.