Data de lançamento do Galaxy Fold deve ser decidida nesta semana, diz Samsung

Por Felipe Demartini | 09 de Maio de 2019 às 10h33
Business Insider
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy Fold

Ficha técnica

O lançamento do Galaxy Fold se tornou um pesadelo para a Samsung. Após os problemas envolvendo unidades enviadas à imprensa, a fabricante decidiu por adiar a chegada do celular às lojas, mas a estreia da linha de dispositivos dobráveis da marca deve ser decidida ainda nesta semana.

A fala é de Koh Dong-jin, CEO da Samsung, em declaração à imprensa sul-coreana. De acordo com ele, a empresa chegou a algumas descobertas sobre os problemas na tela dobrável, que teriam sido causados por substâncias que entraram em contato com ela. Uma conclusão final sobre o lançamento deve ser obtida nos próximos dias.

Para alguns, a resposta foi considerada ambígua por não indicar que o Galaxy Fold, efetivamente, vai chegar ao mercado, mas, continuando a entrevista, Koh foi bem mais claro. O executivo disse que a Samsung “não deve atrasar muito” para soltar o aparelho no mercado, tanto em respeito aos clientes que fizeram a compra antecipada dos dispositivos quanto para não atrapalhar o calendário de outros lançamentos da fabricante.

Existem rumores de que o celular dará as caras nas prateleiras em junho, mas nada foi confirmado ainda, apesar de as declarações de Koh darem isso a entender. Ele comentou sobre as normas americanas que exigem um prazo máximo entre abertura de pré-venda e lançamento de um produto, que no caso do Fold expira em 31 de maio. De acordo com o CEO, um formulário será enviado a todos os clientes para que eles reforcem seu interesse no aparelho, do contrário as encomendas serão canceladas.

O executivo, entretanto, não falou sobre os outros reflexos dos problemas enfrentados pela marca, além de uma possível baixa no entusiasmo motivada pelo adiamento. Koh também não comentou exatamente o que causou o problema no Galaxy Fold nem de que maneira a Samsung pretende resolvê-lo no lançamento final do dispositivo.

Um dos grandes anúncios do ano e também dos últimos tempos para a marca, o Galaxy Fold chegaria com o slogan de “celular do futuro” por conta de seu display dobrável de 7,3 polegadas, que acompanha um segundo, externo, de 4,7 polegadas. Quando as primeiras unidades foram enviadas à imprensa, entretanto, os problemas não demoraram a acontecer, com metade da tela apresentando falhas de funcionamento.

A solução foi adiar o lançamento e recolher os aparelhos enviados aos jornalistas, voltando à prancheta para entender o que aconteceu e como resolver os problemas. O alto preço, com o dispositivo custando quase US$ 2 mil nos Estados Unidos, também motiva um maior cuidado neste novo lançamento, que ainda não tem uma nova data para acontecer.

Fonte: Korea Herald

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.