Criança desbloqueia iPhone X da mãe usando o Face ID

Por Redação | 16 de Novembro de 2017 às 10h34
TUDO SOBRE

iPhone X

A Apple alardeou durante o lançamento do iPhone X que a tecnologia de desbloqueio facial tridimensional embarcada em seu novo top de linha tinha eficiência comprovada com possibilidades de 1 em um 1 milhão de vezes de ser fraudado. E parece que essas poucas possibilidades estão vindo a tona.

Depois de um vídeo mostrar um iPhone X sendo desbloqueado via Face ID por primos que não tinham semelhanças profundas, agora outro vídeo que anda sendo espalhado pela internet mostra uma criança de 10 anos desbloqueando o aparelho da mãe da mesma maneira.

Nele, a mãe afirma que o aparelho está configurado para reconhecer o seu rosto, e realiza o desbloqueio para confirmar. Logo em seguida ela entrega o iPhone X bloqueado para a criança, que apenas olha para o smartphone e consegue realizar o desbloqueio via Face ID, comemorando o feito logo em seguida.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A Apple recomenda que, mesmo que o aparelho esteja configurado para o desbloqueio facial, usuários tenham um padrão numérico de senha para o desbloqueio, de maneira a aumentar a segurança do smartphone. No vídeo, é possível notar que não existe nenhuma senha cadastrada.

O Face ID é um sistema de desbloqueio biométrico que conta com sensores especiais embutidos na câmera frontal do iPhone X, mapeando o rosto do usuário com milhares de pontos estrategicamente posicionados. A Apple afirma que trabalhou sua rede neural para que outra pessoa não pudesse desbloquear o aparelho, e ainda assim reconhecer o rosto do mesmo com bonés, óculos e barba, inclusive no escuro. Contudo, a mãe afirmou que só foi possível bloquear o acesso do filho após reconfigurar o seu rosto em condições melhores de luz.

A Apple não comentou oficialmente o caso, mas um representante da companhia teria indicado um artigo que diz que "a probabilidade estatística é diferente para gêmeos e irmãos que se pareçam com você e entre crianças com menos de 13 anos, porque as características distintas de suas faces podem não ter se desenvolvido totalmente".

Fonte: MacRumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.