Como seria um smartphone do Snapchat?

Por Redação | 15 de Fevereiro de 2017 às 14h51

A Snap Inc., empresa detentora da rede social Snapchat, apostou na diversificação de seu negócio no ano passado com o lançamento dos Snaptacles, óculos integrados ao Snapchat que permitem a gravação de pequenos vídeos para o app.

Mas com os investimentos da empresa no setor de hardware, seria possível que a Snap Inc estivesse considerando lançar outro produtos do tipo como – que sabe – smartphones?

A empresa de marketing Mediakix resolveu não esperar pelo próximo passo da Snap Inc e imaginou sua própria versão de como seria um "Snap phone", divulgando imagens de um possível dispositivo integrado à rede social do fantasminha.

Pontos de contato com o Snapchat estariam distribuidos por todo o smartphone, inclusive no botão home (foto: Reprodução/Mediakix)

Para a agência, o smartphone traria uma câmera de 360 graus e seria completamente otimizado para capturar imagens do dia-a-dia e para a interaões com o Snapchat – o que inclui até um botão de home no formato do mascote da rede social.

Isso significaria, por exemplo, que botões de volume poderiam ser utilizados para alternar entre diferentes filtros do Snapchat e que a tela principal trará notificações rápidas para histórias recentes, notificações de amigos e sincronização com os Snaptacles.

Uma tela apelidada de "Discover Screen" também permitiria ao usuário descobrir novos Snaps a partir da geolocalização, permitindo inclusive interações com marcas, lojas e produtos ao redor.

Software do Snap phone também traria otimizações para interação com o Snapchat (foto: Reprodução/Mediakix)

A ideia de um smartphones fabricado pela Snap Inc. pode parecer esquisita, mas não é completamente deslocada da realidade. Além dos já lançados Snaptacles, a empresa deixou claro que quer levantar uma boa grana com sua aguardada abertura de capital (IPO) e pode estar interessada em novos projetos de hardware após receber uma nova injeção de dinheiro.

A diversificação dos negócios da empresa para hardware faz ainda mais sentido se levarmos em consideração o fato de que o Facebook partiu para cima do Snapchat com todas suas forças, copiando várias da funções da rede social para suas próprias plataformas, como Facebook Messenger e Instagram. Sem alternativas de receita e de engajamento de usuários, a Snap Inc. poderá logo ser engolida pela concorrência.

O próprio Facebook já tentou um movimento semelhante há quatro anos, com o lançamento do HTC First, uma parceria com a fabricante taiwanesa que trazia uma interface de software que colocava a rede social no centro da operação do smartphone. A Amazon é outro exemplo do tipo com o smaprthone Amazon Fire, que tentou ser um smartphone otimizado para compras nas plataformas da varejista.

Ambos fracassaram, é verdade, mas isso não sifnifica que a Snap Inc. não possa ter uma sorte melhor no setor.

Via: Mashable, Mediakix

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.