Celulares da Huawei com novo sistema operacional devem chegar em outubro

Por Felipe Demartini | 13 de Junho de 2019 às 12h37
CNET
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

Os primeiros celulares com o novo sistema operacional da Huawei, teoricamente batizado de Ark OS, devem chegar ao mercado em outubro. De acordo com as informações passadas por analistas de mercado, o lançamento deve acontecer primeiro na China, até por conta de parcerias firmadas entre a Huawei e outros nomes locais do setor, e abraçar aparelhos de entrada e médio porte como forma de experimentar o software e também atestar sua performance.

E esse, inclusive, seria o grande foco no desenvolvimento da plataforma, de acordo com Guo Mingxi, analista da Tiangenf Internacional, que antecipou as informações. A fabricante teria trabalhado ao lado da OPPO e da Vivo, outras duas empresas de renome no mercado chinês, bem como com a Tencent, uma das grandes companhias de desenvolvimento mobile do mundo, para garantir que as coisas funcionem bem agora que a Huawei está impedida de usar a versão padrão do Android devido ao bloqueio que recebeu nos Estados Unidos.

O resultado desse esforço conjunto teria deixado executivos e investidores satisfeitos, com o Ark OS chegando a ter uma performance 60% maior que a versão padrão do Android, algo que, desde já, soa como uma boa notícia para aparelhos mais modestos. É neles que a plataforma vai aparecer primeiro, e não em nomes mais pesados como o Mate 30 ou P40, apesar de a chegada ao topo de linha, claro, também estar sendo preparada para algum momento no futuro próximo.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Para Mingxi, a atitude rápida e a velocidade no desenvolvimento de uma aplicação que soa como de bastante qualidade deve garantir que a sanção imposta pelo presidente americano Donald Trump não seja uma pedra muito dolorida no sapato da Huawei. A empresa deve ultrapassar o recorde batido em 2018 e chegar a um total entre 215 milhões e 225 milhões de unidades vendias em todo o mundo neste ano.

Os planos de se tornar a maior empresa do setor mobile, entretanto, podem acabar sendo adiados um bocado, pelo menos até que uma eventual suspensão no banimento seja aplicada. Apesar disso, enquanto ele permanecer ativo, a Huawei deve continuar em um sólido segundo lugar no segmento, sem ter essa vice-liderança ameaçada por outros players.

Oficialmente, entretanto, são poucas as informações sobre o assunto. A Huawei já afirmou, anteriormente, que o bloqueio e o impedimento de trabalhar com o Android da Google não interromperia os planos no setor mobile, mas o suposto novo sistema operacional da marca ainda não foi revelado oficialmente. O tempo, claro, urge, e esse anúncio deve acontecer logo menos.

Fonte: GSM Arena

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.