Câmera dupla será recurso exclusivo do iPhone 7 Plus, diz analista

Por Redação | 04 de Abril de 2016 às 12h20
photo_camera Divulgação

Além de algumas mudanças no design, o iPhone 7 deve contar com uma característica que tem sido tratada como rumor desde antes do lançamento do iPhone 6: uma câmera dupla. Agora, novas informações indicam que esse elemento finalmente se tornará realidade e que será exclusivo do modelo maior, o iPhone 7 Plus.

De acordo com Ming Chi Kuo, analista da KGI Securities e um dos especialistas em iGadgets mais conhecidos do mercado, o novo smartphone da Maçã terá uma câmera principal com duas lentes. Com a tecnologia, o aparelho deve ganhar duas funcionalidades que prometem melhorar as fotografias feitas pelo dispositivo.

Primeiro, duas lentes permitiriam um zoom melhor e mais apurado do que as opções atuais presentes nos iPhones 6 e 6 Plus; e segundo, elas abrem uma nova gama de possibilidades que podem ser exploradas pela Apple, entre elas aplicações tradicionais e realidade aumentada (RA). O Fire Phone, da Amazon, faz uso de uma tecnologia semelhante que, entre suas funções, permite usar a câmera do telefone para visualizar produtos vendidos no site através da RA.

Há quase um ano, a Apple adquiriu a LinX, uma startup israelense focada em melhorar a qualidade de imagens feitas em dispositivos móveis por meio de múltiplos módulos fotográficos. Seu diferencial está na fabricação de peças em um tamanho menor que a média do mercado, tornando sua aplicação mais fácil em aparelhos ultrafinos, como tablets e ultrabooks.

As câmeras da LinX ainda oferecem mapeamento 3D de ambientes, melhor precisão de cor e uniformidade, ultra HDR, baixos níveis de ruído, maior resolução, obturador livre de travamentos e um custo de produção inferior ao de outras câmeras semelhantes. Por estas razões, é provável que a gigante de Cupertino faça uso dessa tecnologia para aprimorar ainda mais o sensor de câmera do iPhone.

Além disso, a Apple patenteou recentemente um sistema de câmera dupla baseado em uma lente padrão angular grande, parecida com à lente dos últimos iPhones, e uma segunda lente teleobjetiva, capaz de capturar vídeos e fotos à distância sem diminuir a qualidade.

Kuo também afirma que, em fevereiro deste ano, a Apple teria recebido de seus fornecedores algumas amostras de câmeras com lentes duplas - o que justificaria incluir a novidade já agora no iPhone 7 Plus, que deve ser anunciado no segundo semestre.

Mesmo com essas características, o analista faz uma previsão não muito animadora: este deve ser o primeiro ano em que a Apple venderá menos aparelhos em comparação com o ano anterior. Segundo Kuo, a empresa já atingiu "seu pico", e por isso deve vender entre 190 e 200 milhões de unidades do iPhone, contra os 232 milhões de celulares comercializados em 2015.

Fontes: MacRumors, 9to5Mac, Apple Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.