Brasil pode ganhar uma nova versão do iPhone 6 com 32 GB

Por Redação | 17 de Abril de 2017 às 08h32

Enquanto o mundo espera pelo anúncio do iPhone 8, o Brasil pode estar prestes a receber o iPhone 6. Mas calma, a gente não entrou em nenhuma máquina do tempo e tampouco ficamos presos em 2014. Na verdade, trata-se de uma estratégia da Maçã de Cupertino de relançar seu smartphone em determinados mercados e parece que o nosso país acabou sendo um dos escolhidos para ganhar uma nova versão do aparelho lançado há três anos.

O “novo” iPhone 6 deve chegar às lojas em uma versão única de 32 GB aos mesmos moldes do que a empresa fez há algumas semanas na Ásia. A novidade foi descoberta após fotos do aparelho já com certificação da Anatel e com manuais e menus em português terem sido enviadas ao site MacMagazine. Ainda não se trata de uma confirmação oficial da empresa, mas de um indício mais do que certeiro do que está a caminho.

E, por mais estranho que seja ver um relançamento assim, vale lembrar que não seria a primeira vez que veríamos algo nesse sentido acontecendo pelas mãos da própria Apple. A companhia costuma relançar modelos mais antigos em mercados específicos e a preços mais competitivos para tentar aumentar sua participação de mercado. Com o iPhone 4, por exemplo, ela lançou uma versão de 8 GB na Índia exatamente para atrair uma nova parcela de consumidores.

A mesma lógica foi utilizada com esse iPhone 6 de 32 GB. Originalmente, o smartphone foi lançado em 2014 apenas nas versões de 16 GB, 64 GB e 128 GB. Porém, ao relançar o aparelho com uma nova opção de armazenamento, a Apple consegue emplacar um produto considerado novo e com preço mais competitivo. Assim, quem sempre sonhou em ter um aparelho da marca ou estava apenas esperando uma boa oportunidade para pegar um smartphone mais moderno passa a cogitar a possibilidade.

Além do Brasil, esse modelo do iPhone 6 foi lançado também na China, Índia e Bielorrússia. Por aqui, ainda não há informações de preço, mas as principais especulações apontam para a faixa dos R$ 2 mil — ou seja, um valor mais do que aceitável para um celular entre o intermediário e o topo de linha. Levando em conta que o iPhone SE de 32 GB custa R$ 2.500 por aqui, trata-se realmente de uma boa aposta.

Via: MacMagazine

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.