BlackBerry pode desenvolver smartphones livres de bactérias para hospitais

Por Redação | 26 de Junho de 2015 às 08h25

A empresa canadense BlackBerry está lutando para conseguir se manter estável no mercado e melhorar seus resultados financeiros. A companhia enfrenta períodos turbulentos após a ascensão de empresas como Apple e Samsung no mercado de smartphones e mesmo ainda sendo bastante querida entre autoridades governamentais e militares por sua segurança e privacidade, não está conseguindo obter mais sucesso como antes. Sendo assim, a companhia está atenta a novos mercados para vender seus smartphones.

Pelo que parece, a BlackBerry estaria de olho em uma nova oportunidade de negócio envolvendo o setor de saúde. A empresa poderia estar planejando desenvolver um modelo de smartphones livres de bactérias para ambientes hospitalares. A possibilidade surgiu após uma visita do CEO da BlackBerry, John Chen, a um hospital no norte da cidade de Toronto para promover um projeto piloto para os profissionais da saúde.

"Os profissionais de saúde têm que se preocupar com uma coisa a menos para limpar", afirmou Chen, ao esclarecer que atualmente a BlackBerry não tem nenhum aparelho específico para o ambiente hospitalar, mas que poderia desenvolver um modelo caso exista demanda suficiente.

O projeto piloto da BlackBerry no Mackenzie Richmond Hill Hospital é feito em colaboração com a Cisco e a ThoughtWire. A iniciativa fornece para enfermeiros e médicos mensagens e sistemas de alerta personalizados para o setor. A BlackBerry irá fornecer os dispositivos e software para o projeto.

O chefe de informação médica do hospital, Dr. Aviv Gladman, disse que a transferência de infecções e bactérias entre hospitais é uma "grande questão". Os médicos e enfermeiros precisam limpar seus aparelhos com álcool antes de entrar no quarto de qualquer paciente. Um estudo publicado pelo Journal of Applied Microbiology descobriu que cerca de 20% a 30% dos germes são transferidos entre telefones e mãos.

A existência de um smartphone que repelisse ao máximo as bactérias poderia ser bastante útil para esses casos, trazendo mais produtividade para os profissionais da saúde, além de menores índices de infecção. Certamente a BlackBerry está ciente das possibilidades que esta área proporciona e deve analisar com calma como poderá se beneficiar do mercado sem, é claro, se preocupar com outro fracasso.

Via Bloomberg

Fonte: http://www.ubergizmo.com/2015/06/blackberry-might-develop-bacteria-free-smartphone-for-hospitals/?utm_source=mainrsshttp://www.bloomberg.com/news/articles/2015-06-24/blackberry-considers-bacteria-free-device-for-hospitals

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.