Atualização do iOS também causa problemas em aparelhos consertados pela Apple

Por Felipe Demartini | 11 de Abril de 2018 às 13h15
Tudo sobre

Apple

Após os relatos de que a mais recente atualização do iOS estaria causando problemas em unidades do iPhone 8 cujas telas foram trocadas por componentes não-originais, surgiram agora informações de falhas, também, em dispositivos reparados oficialmente. Segundo reportagens publicadas na imprensa norte-americana, usuários de aparelhos consertados em oficinas autorizadas da Maçã estariam tendo dificuldades para utilizar certos recursos, como o ajuste automático do brilho da tela.

A falha, novamente, estaria relacionada à maneira com a qual os smartphones são montados. Relatado no iPhone 8 e também em seu irmão mais robusto, o X, o problema parece ligado a chips que conectam o display à placa lógica do dispositivo. Ambos são ligados de maneira intrínseca e uma detecção é feita a cada reinicialização, em busca de defeitos ou componentes irregulares. Caso uma destas questões seja detectada, certos aspectos do sistema operacional são desativados.

Neste caso, o problema estaria relacionado ao sensor de luz ambiente, que ficaria impossibilitado de detectar a iluminação do local em que o usuário está. Por enquanto, existem apenas relatos de mau funcionamento no controle automático de brilho da tela, mas, pelo menos teoricamente, isso também poderia causar falhas no Face ID, o sistema de segurança biométrico que reconhece os rostos dos usuários e é um dos principais mecanismos de segurança do iPhone X, substituindo a leitura de impressões digitais.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Em testes, se descobriu que mesmo a substituição de uma tela por outra, retirada de um segundo aparelho, estaria causando as falhas. Aqui, ainda, a falha seria ainda mais extensa, atingindo smartphones desde a atualização 11.1 do iOS. A Apple, entretanto, ainda não comentou sobre o assunto nem liberou correções para os problemas.

Para aqueles que consertaram seus aparelhos do jeito recomendado, o problema é um mero inconveniente. Entretanto, usuários que fizeram a substituição por telas não-originais em oficinas desautorizadas relatam uma desativação completa da touchscreen, impedindo completamente a utilização do aparelho desde que o iOS atualizou para sua versão 11.3.

No iPhone X, a troca de tela pode até ser feita, desde que o usuário abra mão da verificação biométrica (Imagem: Divulgação/Apple)

Neste caso, o problema estaria relacionado a um chip que faz a comunicação entre a placa lógica e o display, que exigiria uma atualização para funcionar com a versão mais recente do sistema operacional. Ecoando a problemas do passado, que atingiram o Touch ID, usuários de iPhone X estariam relatando, também, um travamento do Face ID, que estaria levando muitos especialistas a não mais aceitarem serviços de trocas de telas no modelo mais recente e avançado da Maçã.

Novamente, nada de comunicado oficial da fabricante sobre estas questões. No ano passado, quando usuários do iPhone 6 e 7 sofreram com um problema semelhante, a Apple liberou uma atualização para resolver a questão. Apenas o sensor Touch ID permaneceu inativo, em uma medida de segurança que, de acordo com a empresa, serve para evitar falhas de segurança e o uso de componentes que tenham sido alterados para fins maliciosos, por exemplo.

Na mesma ocasião, entretanto, a companhia também informou aos usuários que a realização de reparos em oficinas não-autorizadas e a substituição de componentes por versões alternativas pode gerar comportamento irregular nos smartphones. Fica, então, a balança em relação ao custo contra benefício – vale a pena pagar mais barato pelo conserto, mas ficar sem algumas funções do aparelho?

As novas revelações, entretanto, tornam as coisas ainda mais complexas, uma vez que até mesmo dispositivos reparados em oficinas da própria Apple estariam sofrendo. Boa notícia para os usuários, que devem receber atualizações corrigindo, pelo menos, parte dos problemas, mas também um sinal de que esse tipo de serviço pode se tornar cada vez mais complexo até mesmo para a própria fabricante.

Fonte: Cult of Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.