Apple revela seis cenários em que o FaceID não autenticará o usuário

Por Redação | 27 de Setembro de 2017 às 16h56

O FaceID, que autentica o usuário do iPhone X por meio de reconhecimento facial, aposentando o leitor de impressões digitais, tem sido pauta de discussões por aí, uma vez que a tecnologia ainda não foi lá muito bem explicada. Agora, a Apple falou um pouco mais sobre o funcionamento desse sistema.

Ele conta com uma câmera 3D chamada "TrueDepht", que gerou muitas dúvidas com relação à segurança da autenticação, sendo que até mesmo um senador dos Estados Unidos chegou a escrever uma carta aberta ao CEO Tim Cook com 10 perguntas sobre a nova tecnologia.

Entre as preocupações está a possibilidade de o FaceID acabar reconhecendo o rosto de uma outra pessoa por causa dos chamados "falsos positivos" na biometria. Mas, segundo a Maçã, a chance disso acontecer é de 1 em 1 milhão, literalmente. Outro risco é que a câmera possa ser enganada por uma foto impressa. Mas, segundo os testes da companhia de Cupertino, o sistema não foi enganado nem mesmo com maquiagens 3D personalizadas, dignas de Hollywood.

Aoesar de toda essa confiabilidade, a empresa chefiada por Cook detalhou seis cenários em que o FaceID não conseguirá desbloquear o iPhone X e, no lugar do reconhecimento facial, exigirá a autenticação por meio da senha numérica:

  • Quando o dispositivo for reiniciado. Isso já acontece atualmente com o TouchID, que exige a digitação da senha numérica assim que ligar o aparelho após uma reinicialização;
  • Quando o aparelho não tiver sido desbloqueado por mais de 48 horas;
  • Quando a senha não tiver sido usada para desbloquear o aparelho nos últimos seis dias;
  • Quando o FaceID não tiver sido usado nas últimas quatro horas;
  • Quando o dispositivo receber um comando de bloqueio à distância;
  • Depois de cinco tentativas consecutivas de escanear um rosto.

Vale lembrar que o iPhone X, que celebra os dez anos de lançamento do primeiro smartphone da Maçã, começará a ser vendido a partir do dia 3 de novembro com preços a partir de US$ 999.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.