Apple registra patente de iPhone dobrável

Por Redação | 01.11.2016 às 20:41

Na indústria da tecnologia, o que não faltam são rumores e registros de patentes. Tanto um quanto outro são bons indicadores do que podemos esperar do mercado em um futuro próximo, embora não se refiram a algo que já é certo no momento. E agora, o que surgiu na mídia internacional foi um documento de registro de uma ideia da Apple sobre um smartphone dobrável.

Antes de sairmos por aí afirmando coisas, vamos explicar que um registro de patentes é a coisa mais natural possível para empresas que trabalham com inovação e produtos. No caso da Apple, por exemplo, várias vezes foram registradas patentes mirabolantes que nunca deram em nada — o documento serve apenas para deixar registrada a ideia de algum engenheiro, para evitar que alguém a "roube" no futuro.

Mas uma patente registrada recentemente, mas referente a um projeto de 2014, mostra que a Apple já andou pensando em smartphones dobráveis e pode seguir essa tendência em um modelo futuro. O documento mostra, especificamente, os materiais usados para fabricar um iPhone capaz de se dobrar ao meio, que seriam metal, cerâmica, fibra ou vidro (novidade nenhuma). O que chamou a atenção foram uns tais nanotubos de carbono, que permitem a dobra acontecer.

e

Segundo o texto da patente, estes nanotubos formam feixes de sinal que conduzem informações mesmo que o aparelho seja dobrado ao meio, e ainda são resistentes a fraturas. Eles poderiam ser incorporados aos cabos comuns e às placas de circuito impresso, fazendo com que todo o hardware continue funcionando normalmente após a dobra do dispositivo.

Bom, apesar de interessante, a ideia não passa do papel. É bastante improvável que a Apple lance um telefone dobrável já em 2017, mesmo sendo um ano marcado pelo décimo aniversário do iPhone. Mas, vamos ser razoáveis: se o mercado já andou mostrando que algumas empresas estão levando a sério o conceito de telas e telefones dobráveis, por que a Apple não estaria?

Fonte: USPTO