Apple registra nova patente para localizar iPhone, mesmo desligado

Por Redação | 07.11.2016 às 20:24

Desde que o iPhone se popularizou no mercado, a Apple procurou trabalhar com ferramentas e soluções que ajudassem os donos a encontrar seus dispositivos em caso de perda ou roubo. O aplicativo Find My iPhone (Buscar meu iPhone) é um grande aliado daqueles que por ventura se viram sem o aparelho por perto, oferecendo um mapa na tela para que o usuário possa rastrear o paradeiro do telefone.

Mas, se você já usou o aplicativo, já deve saber de sua maior desvantagem: se você foi roubado e o ladrão desligou o aparelho, não tem como localizá-lo.

Para a nossa alegria, a Maçã pensou nisso e registrou uma patente que traz um novo método de localização dos iPhones, e que funciona também se o aparelho tiver sido desligado. Tudo graças à bateria, que gera energia para um timer interno do dispositivo e se conecta a ele para enviar a localização GPS para os servidores da empresa.

Pela documentação, não há mais detalhes explicando como exatamente o sistema funciona. Sabemos que o chip do GPS consegue funcionar sem internet, mas é preciso ter conexão para enviar as coordenadas ao servidor. Aparentemente, o telefone usa o cartão SIM da operadora para acessar e enviar os dados — o que inviabilizaria toda a tecnologia se por acaso o ladrão resolvesse retirar o cartão SIM do aparelho.

Bom, como nada foi explicado exatamente em teoria, não podemos assumir tal desvantagem como algo que existirá se a patente for para frente. Pelo menos a Apple mostrou que está ciente do problema e trabalhando para resolvê-lo tão logo quanto possível — ou não, já que, como já dissemos várias vezes aqui no Canaltech, um registro de uma patente pode tanto significar alguma coisa quanto coisa nenhuma. São apenas ideias documentadas e registradas em um cartório oficial e especializado nos Estados Unidos. Vamos torcer para que essa patente se torne realidade mesmo assim.

Com Cult of Mac