Apple que se cuide: Xiaomi quer abrir mais de 1000 lojas físicas até 2020

Por Redação | 28 de Setembro de 2016 às 21h45

A Xiaomi não leva o título de "Apple da China" à toa. Na mesma toada da fabricante norte-americana de computadores, smartphones, tablets e outros gadgets, a nova gigante chinesa agora revela planos de expandir seu ramo de atuação para o varejo físico. Até o momento, a Xiaomi vendia seus aparelhos apenas pela web ou por meio de revendedores autorizados.

A ideia da companhia é abrir 1.000 lojas físicas até 2020. O prazo parece curto, mas o desafio foi lançado com base na necessidade dos clientes, que precisam tocar e testar os dispositivos antes de comprar. Entretanto, apesar do número empolgante de pontos de venda, a chinesa ainda não fez nenhum comentário a respeito de locais. Por ora, não sabemos quantas dessas lojas ficarão na China, nem quantas chegarão em outros países.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Segundo o Tech in Asia, a manobra da companhia vem em boa hora, a fim de gerar mais receita e expandir seus produtos para o mercado global. E a expectativa é que, até o fim de 2016, 60 lojas já estejam construídas e funcionando.

A ideia é boa, mas cara. A Xiaomi já tem seu nome bem conhecido no mercado, mas vale lembrar que não está sozinha, ao lado de grandes players como Huawei, a maior fabricante de smartphones do mundo, com mais de 11 mil lojas na China, e Samsung, que tem lojas físicas espalhadas no mundo todo — isso para não citar a própria Apple.

Pelo visto, o mar está para peixe quando o assunto são vendas: a companhia já registrou mais de 3 milhões de cadastros para a pré-venda do seu mais novo dispositivo, o Xiaomi Mi 5S (e sua versão Plus), top de linha da companhia.

Com informações do Digital Trends e do Tech in Asia

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.