Apple pode lançar iPhone 6S e iPhone 6S Plus em agosto

Por Redação | 21 de Maio de 2015 às 11h11

Agora que iPhone 6 e 6 Plus já deixaram de ser novidade e estão integrados na vida diária de seus usuários, os olhos se voltam para a próxima versão do iPhone a ser lançada neste ano. Como é de costume, nessa época do ano os rumores sobre as novidades que a Apple está preparando para os novos smartphones começam a explodir na internet.

Tradicionalmente, a companhia tem lançado os novos iPhones em setembro. No entanto, segundo boatos desta quinta-feira (21), a empresa pode adiantar o aparelho para agosto, o que seria um fato inédito. A informação vem de Ming-Chi Kuo, analista de tecnologia especialista em produtos da Apple, que costuma acertar boa parte das suas previsões.

O analista também prevê que até 70% das unidades devem ser produzidas pela taiwanesa Foxconn e a companhia pode, ainda, ser a única montadora do suposto iPad de 12,9 polegadas. Caso a informação seja confirmada, a chinesa verá seus números de faturamento crescerem absurdamente, já que Cupertino espera vender 80 milhões de novos iPhones somente neste ano.

Independentemente da data de chegada, o próximo iPhone trará algumas novidades interessantes, mas sem mudança brusca no design. Os tamanhos de tela provavelmente serão mantidos, com 4,7 polegadas para o modelo menor e 5,5 polegadas para o maior.

A principal novidade deve ser o Force Touch, recurso de tela sensível à força do toque já presente no Apple Watch e nos novos MacBooks. Além disso, o aparelho deve, finalmente, vir com 2 GB de RAM e câmera de 13 megapixels.

Ainda não há um nome para o aparelho, mas o mais lógico é que ele seja batizado de iPhone 6S e iPhone 6S Plus. Contrariando um pouco a tradição, algumas fontes vêm apostando em iPhone 7 como nome de batismo do novo aparelho.

Vale lembrar que tudo ainda não passa de rumor, então, até o evento de lançamento ocorrer de fato, não é possível tomar estas informações como verdadeiras.

Via MacRumors

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.