Apple pode deixar iPhone X e SE de lado para focar em novos modelos

Por Felipe Demartini | 10 de Julho de 2018 às 09h57
photo_camera 9to5mac
TUDO SOBRE

Apple

O lançamento de uma nova geração de iPhones está cada vez mais próximo e, agora, os analistas de mercado da BlueFin Research emitiram nota a seus investidores sobre o que acreditam ser o futuro de uma das linhas de smartphones mais vendidas do mercado. Para eles, os iPhones X e SE devem sair de linha para darem espaço a novas versões, focadas tanto nos segmentos de alto padrão quando no de custo mais baixo.

As palavras fortalecem dois rumores: o de que a Apple estaria insatisfeita com o desempenho de um de seus principais dispositivos atuais e, também, o que indica o lançamento de nada menos do que três versões do iPhone neste ano. Para a BlueFin Research, isso é provavelmente o que vai acontecer, e a empresa ainda apostaria em uma nomenclatura um bocado confusa para diferenciar os novos dispositivos, que devem chegar às lojas no fim do ano.

Para os modelos de topo de linha, a empresa voltaria a apostar na ordem numérica, chamando os aparelhos de iPhone 11 e iPhone 11 Plus. Entretanto, a opção com tela menor e display ainda em LCD será o iPhone 9, uma edição de atual geração, mas que, para o usuário leigo, pode parecer uma de dois anos atrás. Ainda assim, para a empresa de análises, seria essa a pegada, sem que ela comentasse sobre a bizarrice desse ordenamento.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mesmo assim, para a BlueFin, a expectativa é de sucesso. Com a descontinuação dos modelos anteriores e a chegada de novos, a Apple estaria esperando fabricar 91 milhões smartphones nos últimos dois trimestres deste ano, com mais 92 milhões nos primeiros seis meses de 2019, ambos totais maiores que os ciclos usuais da Maçã.

A maior movimentação seria entre o final de 2018 e o começo de 2019, com mais de 60 milhões de dispositivos fabricados entre outubro e dezembro deste ano para serem colocados em lojas durante as temporadas de Black Friday e Natal. A ideia é que a miríade de opções agradará a um público bem maior, incentivando tanto o upgrade quanto a entrada de novos clientes.

Para agradar a todos, de um lado, estaria o iPhone 9, para os usuários mais conscientes em relação ao preço dos produtos e que não fazem questão de certas inovações caso isso signifique pagar mais barato. Na outra ponta do espectro estaria o iPhone 11 Plus e o maior display já visto em um modelo da Apple, com 6,5 polegadas, e, possivelmente, o mesmo preço de lançamento inicial do iPhone X, se não mais caro ainda, de forma a agradar quem quer estar no topo extremo da linha.

Como sempre, claro, tratam-se de informações não confirmadas, oriundas de análises de mercado ou dados obtidos a partir de fontes ligadas ao processo de fabricação. Como sempre, a Apple não se pronunciou sobre o assunto e mantém o silêncio sobre a nova geração de iPhones. A expectativa é que os novos dispositivos sejam revelados em setembro, com um lançamento acontecendo semanas depois.

Fonte: Barron's

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.