Apple grava logs de buscas que usuários fazem no Safari

Por Redação | 09 de Fevereiro de 2017 às 20h56

Parece que a Apple andou guardando históricos de buscas realizadas no Safari em seus servidores. Uma equipe de pesquisadores descobriu que a empresa reteve, via iCloud, um registro de pesquisas de usuários na web, mas "por acidente". Quem soltou a informação foi Vladimir Katalov, especialista da Elcomsoft, para a Forbes. Ele é conhecido por descobrir falhas de segurança em iPhones, como uma que mantinha um registro dos números discados na nuvem da Maçã.

O investigador fez o teste em um iPhone e baixou, com a ajuda de uma nova ferramenta forense da Elcomsoft, seus próprios dados, com registros datados de novembro de 2015. Ele também conseguiu sincronizar o iPhone com a iCloud e encontrou anotações do app Notas apagadas há mais de 30 dias.

Segundo outro especialista em segurança digital e forense contatado pela Forbes, mas mantido no anonimato, isso não é uma atitude de má fé da Apple. Ele disse que a falha existe para que a iCloud consiga sincronizar dados corretamente a cada alteração realizada nos dispositivos da Apple.

Vale dizer que toda ferramenta forense precisa de acesso às credenciais da iCloud, ou pelo menos de um dispositivo desbloqueado para conseguir chegar aos dados do Safari e do Google nas buscas. Também é importante notar que os usuários que não sincronizam o iCloud com o Safari não precisam se preocupar com isso, já que neste caso, nenhum dado de busca fica retido na nuvem da Apple.

Apple reagiu rápido

Tanto a fonte anônima quanto o especialista da Elcomsoft contataram a Forbes após a publicação da matéria, informando que a Apple havia deletado os registros antigos. Ao que tudo indica, a Maçã viu a reportagem e tomou uma atitude a tempo.

Via AppleInsider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.