Apple está confiante de que iPhone 6s e 6s Plus vão quebrar recordes de vendas

Por Redação | 14 de Setembro de 2015 às 12h03

Os novos iPhone 6s e 6s Plus chegam às lojas dos Estados unidos somente no próximo dia 25 de setembro, mas as buscas pela nova geração de aparelhos seguem firme e forte. Tanto que a Apple revelou que a pré-venda desses aparelhos segue o caminho de quebrar alguns recordes, podendo superar inclusive a marca obtida pelo seu modelo anterior no ano passado.

A empresa não revelou números exatos, mas afirmou que a procura pelos novos aparelhos está em um ótimo ritmo e que isso pode fazê-los superar os bons números de 2014. Na época, foram 10 milhões de unidades vendidas em um único final de semana e, se o interesse continuar como está, o iPhone 6s e 6s Plus podem se sair ainda melhores.

De acordo com alguns analistas de mercado, a expectativa é que a busca pelos smartphones seja realmente alta, com cerca de 4,5 milhões de pedidos antecipados. Apenas para ter uma ideia, com o iPhone 6, em 2014, esse número foi de 4 milhões. Neste primeiro momento, o interesse está maior exatamente no modelo de 5,5 polegadas, o que mostra que o público está interessado mesmo em dispositivos com telas maiores.

Além disso, outra razão que pode fazer dos modelos 6s e 6s Plus um sucesso ainda maior do que seus antecessores é a China. Ainda que o país asiático não esteja em seus melhores dias em termos de economia, ele segue sendo um importante mercado e pela primeira vez a Apple vai fazer com que ele seja um dos primeiros a receber os novos iPhones — algo que certamente vai impulsionar suas vendas iniciais.

Outro ponto que não pode ser ignorado é a própria disponibilidade de uma nova opção de cor. Como mostrado no evento do último dia 9 de setembro, a nova geração de smartphones contará com uma quarta variação de cor, sendo disponibilizada também na versão rosa. Pode parecer bobo, mas pode apostar que muita gente vai trocar de aparelho apenas porque agora há essa alternativa.

Os iPhones 6s e 6s Plus chegam às lojas norte-americanas e de mais alguns países no próximo dia 25 de setembro. No Brasil, como de costume, a data ainda é incerta, mas a expectativa é que ele esteja disponível ainda neste ano.

Via: The Verge

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.