Brasil: venda de smartphones bate recorde no 3º trimestre

Por Redação | 22 de Dezembro de 2014 às 16h50

Mais de 15 milhões de unidades vendidas entre julho e setembro deste ano. Esse é o número de smartphones comercializados no Brasil, tornando-se a marca mais expressiva já registrada. O número foi divulgado pela consultoria IDC Brasil e representa um crescimento de 11% em relação ao trimestre anterior (abril a junho de 2014). Já em comparação com o mesmo período do ano passado, o aumento foi acentuado, marcando 49%.

Este é um recorde no setor e consolida de vez a tendência mobile no mercado brasileiro. De acordo com Leonardo Munin, analista de pesquisas da IDC Brasil, "novamente os resultados de vendas superaram nossas expectativas. Os smartphones não foram impactados pelos problemas que afetaram outros mercados e a tendência é que mais um recorde seja quebrado no próximo trimestre". Para o analista, a oferta de aparelhos mais baratos contribuiu significativamente para o aumento das vendas e popularização dos devices. "No começo de 2011, o preço médio de um smartphone era de R$ 900. No segundo trimestre, caiu para R$ 700, e agora está em R$ 500", afirma.

É muito provável que um novo recorde possa ser quebrado neste 4º trimestre de 2014. De acordo com Munin, "outubro foi o mês com maior número de vendas de smartphones da história. Foram mais de sete milhões de aparelhos vendidos e, a título de comparação, apenas dois milhões a menos do que foi vendido em todo o ano de 2011. É impressionante". O Black Friday, ocorrido no final do mês de novembro e as vendas de Natal deverão acrescentar ótimos números ao mercado neste 4º trimestre.

A IDC estima que para este ano de 2014 as vendas de smartphones alcancem a marca de 55 milhões de unidades. Para Munin, a maneira como o varejo se comporta também influi nas vendas de smartphones. “O consumidor tem familiaridade com as grandes lojas, sente segurança para realizar o negócio e ainda conta com crédito fácil".

Os aparelhos intermediários (R$ 450 até R$ 900) são os mais vendidos no mercado brasileiro, representando metade do total. O movimento mostra que o consumidor brasileiro está conseguindo entender melhor a questão do custo-benefício, concluindo que o preço mais alto, na maioria das vezes, representa um dispositivo com mais qualidade e funcionalidades.

A soberania do sistema Android no mercado nacional é absoluta. Dos aparelhos vendidos no 3º trimestre de 2014, 91% rodam o sistema móvel do Google. Em segundo lugar, como novidade, está o Windows Phone que ultrapassou o iOS, sistema da Apple.

Já na questão do tamanho das telas, parece que o mercado está acompanhando o aumento significativo dos displays nos smartphones. Em 2011, 93% dos celulares inteligentes vendidos eram compostos por telas abaixo de 4 polegadas e, em 2014, é esperado que cerca de 63% dos smartphones vendidos sejam de telas acima de 4 polegadas.

A IDC acredita que até o final de 2016 o mercado mundial seja composto por 50% de phablets, dispositivos com telas acima de 5 polegadas. Já no Brasil este índice deve ser atingido somente em 2018.

Fonte: http://blogs.estadao.com.br/link/venda-de-smartphones-no-brasil-bate-recorde-no-3o-tri/Email.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.