Usuários vêm enfrentando problemas com o Touch ID do iPhone 5S

Por Redação | 06 de Dezembro de 2013 às 13h36

Passada a empolgação inicial que acomete grande parte dos usuários da Apple após um novo lançamento da empresa, começam a surgir alguns probleminhas aqui e ali. E, ao que tudo indica, o mais recente deles está relacionado ao Touch ID do iPhone 5S. De acordo com relatos espalhados por toda a internet, o recurso vem apresentando problemas de precisão depois de um certo tempo de uso.

O primeiro caso foi relatado no começo deste mês por um engenheiro conhecido por "Dr. Drang". Em seu blog pessoal, ele relatou que estava enfrentando alguns problemas com o Touch ID e o recurso não estaria reconhecendo sua impressão digital para liberar a tela do aparelho.

"Eu acho (o recurso) mais rápido que o antigo método de desbloquear a tela, mas já fui obrigado a verificar minhas digitais mais de uma vez. Eu sei que parece impossível, mas o reconhecimento das minhas digitais tem piorado com o tempo", relatou o suposto doutor. "Refiz o reconhecimento das minhas digitais esse fim de semana e, surpreendentemente, o Touch ID voltou a ser rápido e preciso. Exatamente como quando comprei o 5S e quando refiz o escaneamento das minhas digitais algumas semanas depois pela primeira vez".

O caso de Drang foi inicialmente tratado como algo isolado. No entanto, pouco tempo depois da publicação no blog, inúmeros relatos sobre a ineficiência do Touch ID foram surgindo. Segundo o BGR, dezenas de leitores escreveram ao site contando suas experiências e problemas com o gadget.

Sobre o Touch ID

Leitor de impressões digitais, o Touch ID chamou a atenção dos consumidores e do mercado desde antes o anúncio do iPhone 5S. Foram meses e meses de especulações regadas a imagens e supostos furos sobre o recurso.

Os boatos se confirmaram e o Touch ID chegou ao iPhone 5S localizado no botão Home do aparelho. Com ele, o antigo método de desbloqueio de tela foi abandonado. Para realizar tal tarefa, agora o usuário só precisa por seu dedo no sensor biométrico e pronto, a tela é liberada. Um baita diferencial que chama atenção e destaca o aparelho em relação ao modelo anterior.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.