Usuários estão destruindo iPhones em Apple Stores para saber se eles entortam

Por Redação | 30 de Setembro de 2014 às 10h44
photo_camera Divulgação

Um dos assuntos mais comentados na semana passada em sites de tecnologia foi o "entortamento" do iPhone 6 Plus, que ganhou o nome de "Bendgate". A Apple insiste que o defeito tem atingido apenas alguns usuários - nove, especificamente -, mas tudo indica que o problema é mais sério do que parece e pode acontecer com qualquer consumidor. Basta aplicar um pouco de força para conseguir "curvar" o aparelho.

Foi isso o que dois adolescentes fizeram em um vídeo postado no YouTube nesta segunda-feira (29). Para provar a gravidade da falha, os jovens britânicos Kylie e Danny foram até uma Apple Store (não se sabe em qual) e gravaram o momento em que conseguem entortar diversas unidades do dispositivo. Embora tenham causado prejuízos de milhares de dólares em propriedade privada, os garotos dizem que precisam ser honestos e fazem um alerta para que a Apple conserte o produto.

Pouco mais da metade do vídeo, os adolescentes conversam sobre o iPhone 6 Plus com um funcionário da loja. Questionado sobre o fato de que o aparelho pode entortar, o empregado reconheceu que o smartphone é feito de alumínio, mas que essa característica de se dobrar é apenas um "rumor de internet". Assista:

Além do jovens, alguns adultos também estão indo em lojas físicas da Apple para testar a teoria de que o iPhone 6 Plus pode ser entortado. Um deles é o analista Walter Piecyk, do Wall Street Journal. No último dia 26 de setembro, ele disse em sua conta pessoal no Twitter que foi até uma loja da operadora AT&T tentar entortar o aparelho e que não conseguiu. "Isto [o iPhone] não é dobrável", comentou em um tuíte.

Carmine Pirone, do site Cramer's Shirt, também resolveu descobrir se os rumores de entortamento são verdadeiros. Ao contrário de Piecyk, Pirone conta que precisou apenas de um pouco de força nos dedos para conseguir entorar o aparelho. Uma garota que estava perto dele no momento chegou a exclamar que, de fato, ele havia conseguido entortar o dispositivo.

Na semana passada, o canal Unbox Therapy fez o teste do entortamento do iPhone 6 Plus que gerou repercussão em todo o mundo. Segundo o especialista Lewis Hilsenteger, o problema é bem simples de ser explicado: como há pouca sustentação para o corpo do aparelho e, como ele é mais fino e comprido, sua resistência acaba sendo reduzida. Dessa forma, o único apoio para a carcaça é o corpo de alumínio, que é maleável e está presente tanto nas laterais quanto na parte traseira do gadget. Contudo, é importante destacar que isso não significa que o produto foi mal construído.

Apesar de parecer engraçado assistir um monte de gente entortando iPhones em vídeos e nas lojas oficiais da Apple, é sempre bom lembrar: não repita esse processo se você passar por alguma Apple Store - no caso, a única aqui no Brasil é a do Shopping VillageMall, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.