Uso excessivo de smartphones pode aumentar sintomas de depressão

Por Redação | 04.02.2015 às 17:30

O uso dos smartphones já se tornou um vício de muitos usuários, ainda mais devido à tecnologia atual repleta de funcionalidades e aplicativos diferentes. Com base neste fato, pesquisadores da Universidade de Basileia, na Suíça, fizeram um estudo que mostra que o uso constante dos dispositivos durante o período da noite prejudica a qualidade do sono e aumenta os riscos de depressão entre jovens com menos de 17 anos.

Segundo o site SapoTek, participaram do estudo 162 garotas e 200 rapazes entre 12 e 17 anos. O objetivo dos testes era comparar as diferenças de comportamento entre os usuários de smartphones e os de celulares comuns, que têm acesso à internet mais limitado e funcionalidades simples.

A pesquisa concluiu que os usuários de smartphones passam mais tempo online, cerca de duas horas, sendo o dobro registrado por quem usa um celular comum. Eles também enviam um número de mensagens mais elevado durante os dias de semana, cerca de 85 contra apenas sete originários dos aparelhos simples.

O estudo aponta que grande parte desta atividade acontece à noite e apenas 17% dos jovens usuários de smartphones desligam ou colocam o aparelho no modo silencioso enquanto estão dormindo. Já em relação aos usuários de celulares comuns, a porcentagem é de 47%.

Entre as tarefas mais realizadas por quem fica pendurado nos dispositivo nas madrugadas, estão os vídeos, jogos e serviços de bate-papo, ações que diminuem o número de horas dormidas, além de também reduzirem a qualidade do sono e aumentar os sintomas de depressão.