Smartphones não terão bateria que duram uma semana, diz Qualcomm

Por Redação | 27 de Fevereiro de 2014 às 10h15

Se você tem um smartphone, provavelmente já sentiu saudade dos tempos em que usava um feature phone e a bateria durava dias e, às vezes, até mesmo uma semana. Contudo, segundo a fabricante de chipsets e processadores Qualcomm, isso provavelmente vai permanecer no passado.

Em entrevista concedida ao site TechRadar durante o Mobile World Congress 2014 (MWC), Laurent Fournier, diretor sênior de desenvolvimento empresarial da Qualcomm, disse que a tecnologia não está caminhando para um smartphone com bateria que dure dias, mas sim que seja carregada mais rapidamente.

De acordo com Fournier, pensar em algo assim é muito "otimista", tendo em vista que atualmente as aplicações e demandas de um usuário não permitem esse tipo de desempenho. "As baterias nos velhos telefones GSM que poderiam efetivamente durar uma semana inteira não são algo que a tecnologia atual pode oferecer para os smartphones", afirmou.

Carga mais rápida e investimentos em wireless

O executivo ainda lembrou que hoje em dia os smartphones estão sujeitos ao "clássico um dia" de bateria. "Espera-se que as baterias dos smartphones de hoje durem geralmente um dia e estamos investindo para acelerar a carga ao invés de efetivamente estender a vida útil delas para além do clássico um dia", explicou o executivo ao site.

Além da carga mais rápida, Fournier afirmou que a também Qualcomm está investindo no carregamento via wireless. "Nós anunciamos a versão 2.0 da nossa tecnologia de carregamento sem fio e definitivamente isso é a tendência que estamos buscando", completou.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.