Se existir, Nexus 6 poderá ser um aparelho de baixo custo

Por Redação | 19 de Maio de 2014 às 08h31

Recentemente surgiu um rumor de que o Google estaria planejando lançar um novo aparelho com a marca Nexus, porém, desta vez, ele não estaria na faixa de preço dos US$ 300. Segundo informações divulgadas pelo BGR, o aparelho custaria menos e seu valor poderia ser até US$ 100 inferior. A pergunta que fica é: como isso seria possível?

A principal aposta é que o Google utilizaria um processador de baixo custo fabricado pela MediaTek. Uma reportagem do Taiwan Economic Daily News sugere que já há alguns candidatos e que possivelmente eles seriam o quad-core MT6732 64-bit rodando a 1,5 GHz e o octa-core MT6752 SoC rodando a 2,0 GHz.

A grande novidade é que ambos os processadores seriam de 64-bit, com arquitetura ARMv8 (razão pela qual os processadores de 64-bit oferecem boa performance).

É inegável a relação de custo-benefício dos processadores que supostamente serão utilizados. Porém, por esse motivo, os usuários não devem esperar por excelência nos dois candidatos citados. Estamos falando de um aparelho de baixo custo, o que basicamente requer que os componentes não sejam a elite da tecnologia atual, o que não significa que o aparelho vá ser ruim no fim das contas.

Um exemplo um tanto distante, porém bastante interessante de se abordar quando se fala de custo-benefício é o Moto X da Motorola. O aparelho possui um custo relativamente baixo, se pensarmos em sua potência, que é explicada pelos 2 GB de memória RAM, seu chipset Motorola X8 e uma GPU Adreno 320 quad-core.

Os processadores de baixo custo da MediaTek não podem ser comparados a um Snapdragon 801 da Qualcomm, por exemplo. Até porque a intenção é apresentar um smartphone com certa potência de processamento, mas a um preço acessível para uma variedade maior de bolsos. Todos esses fatores tornam os dois possíveis processadores em candidatos de peso em relação ao preço final do Nexus 6. Vamos esperar para ver.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.