Repercussão: primeiro dia de vendas do iPhone 5 ao redor do mundo

Por Luciana Zaramela | 21.09.2012 às 13:01 - atualizado em 28.09.2012 às 12:43

Nesta sexta feira, 21 de setembro, os fãs da Apple que passaram horas e até dias acampados em filas nas portas de Apple Stores do mundo todo puderam, finalmente, voltar pra casa com o tão desejado iPhone 5. O primeiro país a vender o novo gadget foi a Austrália, seguido de Japão, Hong Kong e Cingapura. Enquanto isso, na Alemanha, no Canadá, nos Estados Unidos, na França e na Grã-Bretanha, os macmaníacos aguardaram um pouco mais, por causa do fuso horário.

Nesta sexta feira, as vendas oficiais do iPhone 5 se iniciaram às 8:00h, em cada país. O dispositivo será vendido em mais 22 países no dia 28 de setembro.

Dois dias depois da apresentação do iPhone 5 ao público, mais de dois milhões de encomendas foram feitas na pré-venda. Veja como os fãs da Apple receberam o novo aparelho em cada país:

Austrália, a pioneira

No primeiro país a vender iPhones 5, muita gente chegou a esperar cerca de 70 horas nas filas pela nova versão do gadget.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Fila de espera em frente a uma Apple Store em Sydney, Australia (Foto: 9to5mac)

Segundo o site australiano Market Watch, Todd Foot, um representante do mobilephonefinder.com.au, disse para todos que ele foi o primeiríssimo no mundo a comprar um iPhone 5 na manhã de sexta-feira, em Sydney, depois de ter esperado na fila desde terça. E ele já detectou algumas falhas no programa de mapas do smartphone, dizendo que não é 100% preciso.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Todd Foot exibe, todo feliz, seu iPhone 5 em Sydney (Foto: 9to5mac)

E o site australiano Mobile Phone Finder já lançou um comparativo entre iPhone 4S, iPhone 5 e Galaxy S3 em forma de infográfico. Se você compreende inglês, vale a pena conferir!

Japão, Hong Kong e Singapura

A manhã de sexta começou agitada lá no oriente. Depois da Austrália, Japão, Hong Kong e Cingapura iniciaram as vendas do novo aparelho. "Entrei na fila à meia-noite, é como um festival anual", disse Ryoho Yamashita, um estudante que adquiriu seu iPhone 5 em Tóquio.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Alegria de quem já adquiriu o iPhone 5 em Tóquio (Foto: AP)

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Animados, os macmaníacos japoneses foram vestidos a caráter para a fila em frente à Apple Store (Foto: Toru Hanai / Reuters)

Pessoas mal intencionadas também utilizaram o lançamento da Apple para fazer negócios no mercado negro. De acordo com informações da agência de notícias AFP, vendas organizadas diante da Apple Store de Hong Kong pretendem gerar lucros de margens altíssimas. "Acabo de pagar 8 mil dólares de Hong Kong (cerca de R$ 2.100) por um iPhone que vale 5,5 mil dólares (R$ 1.400) na loja", disse Suen, que comprou 15 aparelhos no mercado negro e espera revendê-los por entre 9 mil e 10 mil dólares de Hong Kong (R$ 2.350 a R$ 2.600) na internet.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Clientes em uma Apple Store de Hong Kong (Foto: Philippe Lopez / AFP)

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Fã da Maçã em Hong Kong: nem ele acredita que garantiu seu iPhone 5 (Foto: DPA)

De acordo com o The Globe and Mail, na Cingapura, o dispositivo se esgotou em menos de uma hora em uma das lojas. Uma verdadeira multidão "atacou" a Apple Store e levou todo o estoque de iPhones 5 para casa.

A febre do iPhone 5 na Alemanha

Depois de uma longa espera, os alemães finalmente puseram as mãos em seus novíssimos gadgets. As 10 Apple Stores instaladas em todo o país receberam uma verdadeira legião de fãs da Maçã.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Na fila, alemães esperam pela abertura da Apple Store (Foto: DPA)

De acordo com o site alemão The Local e a revista alemã Focus Online, o primeiro a colocar as mãos em um iPhone 5 foi um homem de Hamburgo, que estava acampado em frente à loja desde terça-feira. A multidão começava a se aglomerar junto a ele no início da semana para que hoje conseguisse, finalmente, comprar seus exemplares.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Primeiro alemão a comprar seu iPhone 5 (Foto: DPA)

Alexander Mal, de 25 anos, veio de Moscou para comprar o telefone. Ele teve que perder um dia de serviço, com o consentimento de seu chefe, que o liberou para viajar com a condição de que trouxesse um iPhone 5 para ele também. Duas horas depois da compra, ele voltou todo feliz para a Rússia.

Um garoto de 12 anos também passou horas na fila para comprar seu iPhone 5, para o qual vinha juntando dinheiro há um ano. Ele e seu pai viajaram da Áustria para conseguir garantir o exemplar.

O entusiasmo dos britânicos em Londres

A abertura da Apple Store em Londres nesta sexta-feira foi um verdadeiro show de entusiasmo. Os funcionários da loja de Regent Street, no centro da cidade, começaram a bater palmas e fizeram a contagem regressiva para receber os primeiros felizardos.

De acordo com a revista Forbes, os ingleses também acamparam do lado de fora da Apple Store. Assim que a loja abriu suas portas, os fãs da Maçã entraram e subiram as escadas para garantir seus aparelhos. A venda ficou restrita a dois iPhones por pessoa.

Amanda, uma brasileira de 23 anos, comprou seu lugar na fila de Emmanuel, outro brasileiro de 33 anos, para garantir seu iPhone (esses brasileiros...). Quanto Amanda pagou para comprar o lugar na fila? "Não posso dizer", disse ela, sorridente. Mas a equipe da Forbes descobriu que ela pagou £ 400 (cerca de R$ 1.300,00) só para comprar o lugar de Emmanuel.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Amanda e seu iPhone 5 (Foto: Forbes)

O curioso é que os primeiros a comprarem o gadget usavam roupas engraçadas ou camisetas com mensagens de protesto, para aproveitar o interesse da mídia no evento.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Richard Wheatcroft e George Horne, os primeiros compradores do iPhone 5 em Londres. Eles aproveitaram a data e o alvoroço da mídia para defender causas contra violência, tráfico e prostituição (Foto: Forbes)

iPhone 5 na França

Na França há uma mistura de emoções. Enquanto os franceses esperavam ansiosamente pela abertura das Apple Stores, os funcionários das lojas preparavam uma greve por melhores condições de trabalho, direito a vale-refeição e aumento de salários. Para o France 24, um funcionário revelou que trabalhar na Apple Store é como "trabalhar em uma mina de carvão".

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Funcionários de uma Apple Store francesa (Foto: 2 Oceans Vibe)

De acordo com a NBC, a greve não se materializou nesta sexta-feira, mas ex-funcionários da Apple protestaram à frente da loja. Alguns aficionados ainda utilizaram seus antigos iPhones para filmar os atos de protesto.

Em Paris, as portas das lojas da Maçã se abriram para que os clientes, que esperavam em filas de centenas de metros, passando pelo Museu do Louvre e pelo Palais Garnier, pudessem, finalmente, adquirir seus aparelhos.

De acordo com o Hispanic Business, Anthony Fitch, um DJ italiano de 19 anos, dormiu dois dias em frente à Apple Store francesa para garantir o primeiro lugar da fila. Ele comprou sua versão de 64 GB e disse que não tinha palavras para descrever a sensação.

A Reuters/NDT TV mostra no vídeo abaixo (em inglês) que, apesar de todos os protestos e manifestações, as vendas continuam. Confira:

Vendas do iPhone 5 no Canadá

No Canadá, as filas de fãs da Maçã não rodearam quarteirões, como nos anos anteriores, para receber o novo gadget. Dessa vez, o dia do lançamento não provocou alvoroço à frente das Apple Stores canadenses.

O blog iPhone in Canada, o mais famoso sobre o gadget no país, informou que as filas foram menores devido a uma notícia (confirmada pela Apple) que circulou na mídia canadense: iPhones desbloqueados não estariam disponíveis no dia do lançamento.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Canadenses em fila em frente à Apple Store de um shopping (Foto: @confuzedone / iPhone in Canada)

Alguns fãs da Apple ainda esperaram nas filas por um novo iPhone, mas vinculados às operadoras do país.

As vendas do iPhone 5 nos Estados Unidos

Nos EUA, as multidões de macmaníacos se encontraram em várias cidades do país. Na porta de cada Apple Store, uma história semelhante: agitação, filas, pessoas acampadas esperando pelo grande momento.

O tabloide britânico The Telegraph publicou um vídeo mostrando a situação das pessoas que estavam decididas a serem as primeiras a comprar o gadget. No vídeo, elas se acomodam na Quinta Avenida (Nova York), em frente ao Cubo de Vidro, como é chamada a Apple Store do local. A turma estava realmente preparada!

E, finalmente, os norte-americanos puderam colocar as mãos em seus próprios iPhones 5.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Greg Packer exibe seu iPhone 5, adquirido na Quinta Avenida - lembra dele no vídeo? (Foto:John Minchillo / AP)

Em São Francisco (que, pelo fuso horário californiano, foi uma das últimas cidades a terem as vendas iniciadas), a euforia dos macmaníacos foi contagiante. Basta assistir a esse vídeo da CNET para comprovar a alegria dos primeiros clientes:

Em Palo Alto, também na Califórnia, as portas se abriram com uma chuva de bolhinhas de sabão. De acordo com a CNET, as lojas da costa oeste dos EUA tiveram seus estoques esgotados ou ficaram totalmente congestionadas.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Uma chuva de bolhas de sabão na Apple Store de Palo Alto (Foto: James Martin / CNET)

Na Quinta Avenida, em Manhattan, Nova York, a fila dava voltas e mais voltas. Mas, em pouco tempo, os clientes conseguiram entrar na Apple Store, depois de longas horas de acampamento à frente da loja.

iPhone 5 - The Big Day no mundo

Fila na Quinta Avenida, em Nova York (Foto: Greg Sandoval / CNET)

A Apple começou a vender nos EUA iPhones desbloqueados de 16, 32 e 64 GB, por até US$ 849,00 (cerca de R$ 1.720). Se o aparelho for vinculado a um plano de uma operadora, como na AT&T, os mesmos modelos saem mais baratos. O de 64 GB custa US$ 399 (cerca de R$ 808,00) com um contrato de dois anos.

Hoje, milhares de macmaníacos estão felicíssimos com seus iPhones. A tradição de acampar à frente das Apple Stores percorre o mundo todo na data de lançamento.

E o Brasil?

Se o Brasil estivesse na lista dos primeiros países a receberem o novo gadget da Apple, você também passaria dias e noites acampado à frente das lojas para garantir o seu? Vamos aguardar e ver a reação dos brasileiros, lembrando que a Apple ainda não divulgou quando o iPhone 5 chega por aqui.