RIM apresenta o BlackBerry 10 em evento em SP e tenta conquistar desenvolvedores

Por Pedro Cipoli | 24.08.2012 às 08:45 - atualizado em 24.08.2012 às 09:15

Os smartphones Blackberry ficaram um pouco esquecidos nos últimos anos devido ao aumento de sofisticação e funcionalidades dos iPhones e aparelhos Android no mercado mobile, mas a RIM, empresa que fabrica o sistema operacional Blackberry OS, fez um evento em São Paulo nesta quinta-feira (23) para conquistar mais desenvolvedores de aplicativos e assim dar um novo gás à plataforma.

Com a apresentação feita em uma sala de cinema, os desenvolvedores tiveram a oportunidade de ver como funcionarão os aplicativos na versão 10 do Blackberry OS (BBOS 10) e também uma prévia de como será a interface dessa nova versão - que é praticamente a utilizada no tablet Playbook da empresa em um smartphone -, para atiçar a curiosidade tanto destes quando dos consumidores.

"O mais importante, mais até do que a plataforma em si, são os aplicativos que ela oferece. Não adianta ter o melhor processador do mundo se não tiver nenhum aplicativo para utilizá-lo", comenta Adriano Lima, Gerente de Inteligência de Mercado e porta-voz oficial da RIM. A loja de aplicativos do Blackberry OS conta, atualmente, com cerca de 100 mil aplicativos cadastrados. Para efeito de comparação, o iOS e o Android têm, cada, cerca de 600 mil aplicativos à disposição dos usuários.

Blackberry 10 Jam

"Troca de mensagens, e-mail e navegação web sempre foram o forte do Blackberry, mas queremos mostrar para o consumidor que a RIM pretende acabar com o famoso apelido dos smartphones da empresa de 'Tools, não Toys' e disponibilizar aplicativos e jogos interessantes para o público sem abandonar o mercado corporativo. Infelizmente não existe smartphone que agrade a todos, mas estamos fazendo um esforço para eliminar a fama dos Blackberry de celulares exclusivamente corporativos".

Ao perguntarmos o motivo de um foco tão grande da empresa no Brasil, Adriano diz que "a América Latina é um dos mercados que mais crescem no mundo, e como a RIM é mais rigorosa na política de aprovação de aplicativos e conseguimos uma rentabilização maior para o desenvolvedor do que nas outras plataformas, estamos vendo o Brasil como um grande mercado em potencial".

Para incentivar a produção de aplicativos para a plataforma BB10, a RIM lançou um programa ousado chamado "US$10.000 guarantee", que garante que o desenvolvedor conseguirá, no mínimo, essa receita dentro de no máximo um ano se seguir todos os passos exigidos pela empresa. Caso o desenvolvedor não consiga - e cumpra alguns pré-requisitos -, a RIM cobre a diferença.

Aparelhos equipados com o Blackberry OS 10 ainda não estão disponíveis para venda, mas chegarão às lojas nos próximos meses. O que acha, usuário? Acredita que os Blackberrys serão bem sucedidos com a nova versão do sistema, mesmo com a enorme popularidade dos Android e iPhones? Comente!