Por que é importante o iPhone 6 suportar o padrão 802.11ac

Por Colaborador externo | 26 de Setembro de 2014 às 11h54
photo_camera Divulgação

Por Matthew Gast*

Quando o iPhone 5 foi lançado, uma das grandes decepções para mim era que ele não contemplava o padrão 802.11ac - nova geração para tecnologia de redes sem fio de alto desempenho na frequência de 5GHz. Agora, felizmente, entre os muitos novos recursos introduzidos no iPhone 6, a boa surpresa é que a interface Wi-Fi foi atualizada para o padrão 802.11ac.

Por que isso é importante?

Primeiro, por que é simplesmente mais rápido.

A velocidade máxima de um dispositivo 802.11n de fluxo único é de 150 Mbps, o que é de fato o que o iPhone 5 suporta. Com um canal de 40 MHz e short guard interval, o melhor que você pode fazer é 150 Mbps. Já um dispositivo único de transmissão 802.11ac operando em um canal de 80 MHz pode fazer muito melhor do que isso, atingindo uma velocidade máxima de 433 Mbps.

O que isso significa para você? Muito provavelmente que a conexão Wi-Fi de seu iPhone 6 já não será o elo mais fraco no caminho de dados para o seu servidor. Além disso, o aumento das capacidades do 802.11ac reduz a demanda do iPhone 6 nas redes, ajudando assim qualquer rede à qual o dispositivo esteja conectado.

Quase tão importante, como já temos dito há algum tempo, o padrão 802.11ac melhora o alcance e, ainda mais estratégico, as velocidades de dados a distâncias maiores.

Comparado ao 802.11n, um ponto de acesso 802.11ac deve fornecer uma cobertura de melhor qualidade. Assim como o padrão 802.11n foi por vezes considerado "muito melhor que o G", em referência às muitas maneiras que ele era melhor em relação ao seu antecessor 802.11g, prepare-se para experimentar o quanto o 802.11ac é "muito melhor que o N". Cada geração de chipsets Wi-Fi incorpora todas as lições aprendidas a partir de tudo o que veio anteriormente, oferecendo normalmente melhor desempenho, especialmente em desafiadoras operações de longo alcance. Alguns pontos de acesso 802.11ac (incluindo o AP230 da Aerohive) são capazes de suportar transmissão beamforming (recurso para otimizar a largura de banda das conexões e aumentar o alcance das redes) para melhorar a qualidade do sinal. Finalmente, o novo padrão 802.11ac de redes sem fio é principalmente uma especificação de 5 GHz, o que melhora a velocidade utilizando um espectro mais limpo.

*Matthew Gast é Diretor de Gestão de Produtos da Aerohive Networks.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.