Pesquisa mostra as vendas de smartphones no primeiro trimestre de 2014

Por Redação | 14.05.2014 às 12:43

O primeiro trimestre do ano foi relativamente bom para as vendas de smartphones. Nesse período foram vendidos 279,4 milhões de unidades, segundo a Canalys. Esse número é um pouco menor do que o período imediatamente anterior, em que foram vendidas 289,6 milhões de unidades, mas é quase 30% maior do que as vendas do mesmo período do ano passado.

Apesar disso, os números revelam o óbvio: o Android dominou as vendas, estando presente em 81% dos aparelhos. Já o iOS veio em segundo, com 16%, e o Windows Phone em um distante terceiro lugar, instalado em somente 3% dos smartphones vendidos durante o período.

Segundo informações do The Next Web, a Canalys também incluiu dados importantes sobre o tamanho das telas dos aparelhos. 66% dos dispositivos vendidos no período têm tela menor do que 5 polegadas - todos os modelos de iPhone estão inclusos nesses números. Já os “Phablets”, smartphones com telas bem grandes, representaram 12% das vendas. Desses 12%, somente 2% são de aparelhos com tela maior do que 6 polegadas. O restante (22%) foram smartphones com telas entre 5 e 5,4”.

Vale ressaltar que o número de telefones com tela maior ou igual a 5 polegadas cresceu 369%, notoriamente mais rápido do que o resto do mercado. O segmento é dominado pela Samsung, mas tem outras empresas que estão procurando e ganhando seu espaço, como é o caso da Lenovo, Huawei, LG e Sony.

Vendas Smartphones Q1 2014

“Consumidores esperam que aparelhos topo de linha tenham telas grandes e a ausência da Apple nesse mercado não vai durar muito”, afirma Jessica Kwee, analista da Canalys, referindo-se à expectativa do mercado de que a companhia norte-americana lance iPhones telas maiores. “É notório que telas acima de 5 polegadas estão presentes em quase metade (47%) dos smartphones com um preço mínimo de US$ 500 [que são os topos de linha]. Dos 53% restantes, 87% eram iPhones. A Apple claramente precisa de um smartphone com tela maior para se manter competitiva e ela entrará nesse mercado nos próximos meses”, completa Kwee.

No geral, a Samsung permaneceu na liderança, com 31% o mercado, e a Apple ficou em segundo, com 16%. Os próximos 10 fabricantes são chineses: Huawei, Lenovo, Xiaomi, Yulong e ZTE.

É importante notar, porém, que a maioria desses fabricantes produz smartphones de baixo custo para os mercados emergentes da Ásia. Então, a Apple, mesmo com os “meros” 16%, teve lucro de US$ 13,1 bilhões. Já a Samsung lucrou US$ 7,34 bilhões no mesmo período. Isso se dá pelo valor do iPhone, que é um aparelho mais caro, então o número de vendas menor acaba sendo compensado.

A China é o maior mercado de smartphones do mundo e representou 35% das vendas. Já os EUA ficaram com 12% do total. Além disso, as fabricantes chinesas não estão interessadas em vender somente no país. 43% das entregas da ZTE foram para fora do país. Já a Huawei mandou 40% dos seus aparelhos para fora e a Lenovo, 15%.

A Samsung ainda lidera no país asiático, com 18% de participação, mas as concorrentes locais estão ganhando espaço e expandido para fora, o que acirrará a briga no setor.