Os 10 celulares mais vendidos de todos os tempos

Por Redação | 11.09.2013 às 10:00

Enquanto atualmente os smartphones e outros dispositivos inteligentes dominam as manchetes, com empresas como Apple e Samsung sob todos os holofotes, houve um tempo em que outro nome era sinônimo de sucesso no mercado de tecnologia móvel: Nokia.

Se você é realmente muito jovem e não presenciou os dias de glória da empresa entre a década de 90 e os anos 2000, vai se surpreender ao ver a lista essas informações. Dados compilados pelo Telegraph e pelo MSN ao longo dos anos mostram que, dos 10 celulares mais vendidos de todos os tempos, a Nokia assegura nove posições.

# Fabricante Modelo Vendas Unitárias (milhões)
1 Nokia 1100 250
2 Nokia 3210 160
3 Nokia 1110 150
4 Nokia 1200 150
5 Nokia 5230 150
6 Nokia 3310 136
7 Nokia 2600 135
8 Motorola RAZRV3 130
9 Nokia 1600 130
10 Nokia 1208 100
Celulares mais vendidos de todos os tempos

Na semana passada, a divisão de aparelhos e serviços da companhia finlandesa que já fez tanto sucesso foi vendida para a Microsoft em um negócio que movimentou cerca de 5,44 bilhões de euros, equivalente a pouco mais de R$ 16 bilhões, e que ficou marcado como um dos acordos mais significativos da história da indústria de tecnologia.

Gigantes da atualidade, como Apple e Samsung, podem levar anos para igualar seu legado ao da Nokia, mesmo com o sucesso que seus smartphones fazem ao redor do mundo. O iPhone 3G, lançado em 2009, vendeu 35 milhões de unidades, enquanto o iPhone 4S, lançado em 2011 e o grande sucesso de vendas da Apple, vendeu um total de 60 milhões de unidades. O último modelo, o iPhone 5, lançado no final de 2012, vendeu mais de 50 milhões de unidades – e contando.

Mesmo representando uma grande ameaça para a Apple, a Samsung também precisa se esforçar muito para atingir os números da empresa finlandesa. A linha Galaxy S é a que possui mais força de vendas no braço de dispositivos móveis da sul-coreana. Em julho deste ano, a Samsung havia vendido 23 milhões de unidades do seu carro-chefe, o modelo Galaxy S4, enquanto os modelos S2 e S3 venderam, respectivamente, 40 e 50 milhões de unidades cada.

Que a verdade seja dita: as duas companhias ainda precisam comer muito arroz com feijão para praticamente quadruplicar suas vendas de smartphones e chegar aos pés da "falecida" divisão de celulares da Nokia e seus 250 milhões de "tijolões" vendidos.

Fonte: BusinessTech