Nos EUA,mensagens de texto causam mais morte no trânsito do que bebida alcoólica

Por Redação | 13.05.2013 às 11:10

Muito se fala sobre o perigo de utilizar o telefone celular enquanto dirige, porém essa é uma prática muito comum em todo o mundo. Nos Estados Unidos, enviar mensagens de texto enquanto está no volante se tornou uma prática mortal e preocupante, principalmente entre os adolescentes.

De acordo com a rede de TV CBS, uma análise feita pelo Centro de Controle de Doenças norte-americano mostrou que 46% dos condutores com 17 anos de idade admitiram enviar mensagens enquanto dirigem. Os motoristas com 18 anos se mostraram ainda mais imprudentes, já que 52% admitiram fazer o mesmo.

Saiba mais: De 2010 a 2013, número de motoristas que usam celular enquanto dirigem dobrou

Dr. Andrew Adesman, responsável pelo estudo, explica que atualmente essa é a principal causa de morte entre adolescentes nos Estados Unidos. "Enviar mensagens de texto durante a condução se tornou uma espécie de epidemia, e é a maior causa de mortes, até mesmo mais do que beber e dirigir", explica.

Ao longo de um ano, mais de 3 mil adolescentes morrem devido a acidentes provocados durante o envio de mensagens de texto nos EUA, enquanto 2.700 mortes são registradas no mesmo período devido a acidentes causados pelo uso de álcool.

"A realidade é que os jovens não bebem diariamente, mas eles levam o tempo todo os seus celulares e querem continuar conectados com os amigos mesmo quando estão dirigindo, e por isso esta ocorrência tornou-se mais comum, embora seja tão perigosa quando beber e dirigir", justifica o Dr. Andrew.

No país, a maioria dos estados mantém leis que proíbem a prática, mas elas não parecem funcionar com os adolescentes. O perigo das mensagens de texto entre os jovens levou a um aumento nas propostas de criação de softwares para carros capazes de desativar o recurso enquanto eles dirigem.