Mozilla divulga primeiras informações do Firefox OS 2.0

Por Redação | 11 de Abril de 2014 às 08h47

Como novo player em um mercado amplamente dominado pelo iOS e Android – os dois, juntos, ocupam 96% do market share, de acordo com a IDC –, o Firefox OS luta para cair no gosto dos usuários. E é justamente com esse foco que a Mozilla está divulgando uma série de novidades que estarão presentes na versão 2.0 do sistema operacional móvel, que já está em fase de testes e deve ser lançada no segundo semestre deste ano.

Embora as mudanças do design sejam o atributo que mais chamam a atenção de quem já usa o OS – e também dos novatos –, são as novas funções que prometem deixar o Firefox mais perto de seus principais concorrentes na corrida pelo mercado.

Agora, será possível usar uma conta única para a utilização de todos os serviços da marca, como a loja de aplicativos e outras funções inéditas. É o caso, por exemplo, do FindMyFox, o sistema de localização de aparelhos perdidos que adiciona uma camada a mais de segurança e permite que os celulares sejam encontrados ou, se efetivamente irrecuperáveis, tenham os dados apagados para evitar roubos de informação.

Firefox OS 2.0

A tela de bloqueio também foi repaginada e ganhará novas funções para controle de músicas e notificações. Além de ler mensagens, obter chamadas perdidas e outras funções simples, a câmera também pode ser acessada diretamente e sem a necessidade de desbloquear o celular.

A possibilidade de copiar e colar textos também chega ao sistema operacional, junto com um novo sistema de busca que permite a pesquisa por todo tipo de informação que esteja presente no celular. Além disso, os aparelhos com o OS também podem trocar imagens, informações e até mesmo URLs por meio do NFC, facilitando o compartilhamento de dados.

Firefox OS 2.0

Outra coisa que também chama a atenção é um sistema inteligente de digitação, que promete facilitar a inserção de textos. O Firefox OS 2.0 será capaz de aprender com os hábitos de escrita do usuário e, com o tempo, é capaz de aumentar o tamanho das letras exibidas na tela de acordo com a expectativa de que palavras estão sendo inseridas.

Firefox OS 2.0

As imagens, que foram publicada por Sören Hentzschel, da Mozilla Alemanha, também mostram que o sistema operacional começa a caminhar com as próprias pernas, evitando o visual fortemente baseado no Android de sua primeira versão. E a ideia é justamente essa, apresentar soluções próprias para ganhar os consumidores pela fidelidade.

Ainda falta muito

O grande desafio do Firefox OS, porém, não está nas suas funções ou design, mas sim no suporte de desenvolvedores. Por ser de uma empresa especializada em código aberto, a Mozilla já possui fortes conexões com produtores de aplicativos, mas ainda assim luta para entregar boas opções de software enquanto sistemas como o Android e iOS já estão repletos deles.

O segundo passo é, efetivamente, ter aparelhos interessantes no mercado, que possam competir com outras soluções dos rivais. Ser uma plataforma de código aberto ajuda bastante, nem que seja apenas na redução dos preços dos smartphones. Além disso, a fabricante também foca em parcerias com empresas como a LG para garantir a chegada de equipamentos com o Firefox às prateleiras.

Firefox OS 2.0

Mas, como aponta o CNET, uma terceira dinâmica pode acabar sendo o grande diferencial deste para os outros sistemas operacionais: a utilização de aplicativos web. Por ter uma arquitetura amplamente baseada no navegador Firefox, o sistema operacional pode acabar tendo integração com o software, aumentar o escopo de aplicativos disponíveis e permitir que as mesmas soluções possam ser usadas tanto nos PCs quanto nos celulares.

Isso, se alcançado, faria com que o Firefox OS se tornasse uma solução atrativa não apenas para o usuário final, mas também para segmentos corporativos. Sem a dependência de lojas online e com uma sincronização total, a plataforma poderá finalmente decolar e alçar os voos tão sonhados pela Mozilla.

Por enquanto, porém, isso não passa de uma suposição. O Firefox OS 2.0 ainda parece estar longe de ter recursos desse tipo e entra, até julho, em sua etapa final de testes. Nas próximas semanas os atuais usuários da plataforma já devem receber a atualização 1.4 do sistema, que traz uma série de correções de bugs e um aplicativo de câmera repaginado.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.