Foto de líder norte-coreano com smartphone causa polêmica

Por Redação | 06 de Fevereiro de 2013 às 11h45
photo_camera AFP

Uma foto divulgada na semana passada pela agência estatal da Coreia do Norte causou polêmica entre fabricantes de smartphones e o governo sul-coreano. Na imagem, o líder norte-coreano, Kim Jong-Um, aparece em uma reunião de alto escalão da segurança do país com um smartphone preto ao seu lado. "Kim e os membros de sua família, assim como a elite política do Norte, aparentemente utilizam smartphones ou outros telefones celulares capazes de acessar a internet", disse um funcionário do governo sul-coreano.

A imprensa sul-coreana deu grande destaque à imagem, levantando um debate sobre qual seria a fabricante do aparelho que parecia pertencer a Kim. Foi especulado que o smartphone poderia pertencer à taiwanesa HTC, à Apple ou até à sul-coreana Samsung. Oficialmente, a Coreia do Sul e a Coreia do Norte permanecem em guerra desde a década de 1950, quando um conflito eclodiu entre os dois países que se separaram anos antes.

A Samsung insistiu que o modelo não pertencia à marca e que nenhum celular teria cruzado a fronteira para o norte. “Não é um telefone Samsung”, afirmou um porta-voz da companhia à agência AFP.

A imagem chegou a ser analisada por oficiais da agência de inteligência da Coreia do Sul, como informou um funcionário do governo de Seul. Eles afirmaram que o aparelho pertenceria à marca HTC. A empresa de Taiwan não quis identificar o modelo do aparelho, mas informou através de um comunicado que a companhia apreciava "o apoio de todos os usuários".

Apesar de ser uma das nações mais pobres do mundo, com um governo ditatorial e isolacionista, a Coreia do Norte introduziu telefones celulares no país em 2008, através de um acordo com a empresa egípcia Orascom. Em 2002 foi introduzida uma intranet doméstica. A estimativa é que haja cerca de um milhão de celulares no país, em uma população estimada em 24 milhões de pessoas. Apesar disso, cidadãos norte-coreanos só podem realizar ligações dentro do próprio país e têm acesso limitado à intranet – isolada da rede mundial.

Kim assumiu o poder em dezembro de 2011, após a morte de seu pai, Kim Jong-Il. Ele já é o terceiro membro da família a governar o país.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.