Fabricante do Gorilla Glass vai lançar vidro super-resistente a riscos e quedas

Por Redação | 09 de Fevereiro de 2015 às 13h56

A Corning, mais conhecida por fabricar os vidros que cobrem as telas de alguns dos principais smartphones do mercado, está desenvolvendo um novo material que combina a dureza do Gorilla Glass com uma resistência a arranhões que chega perto da safira.

O projeto, conhecido até o momento como "Project Phire", foi anunciado na última sexta-feira (6) durante uma reunião com investidores em Nova York, de acordo com informações do CNET. Na ocasião, James Clappin, executivo da Corning, explicou que a ideia é criar um produto que "ofereça o mesmo desempenho e resistência a danos e queda do Gorilla Glass 4 com uma resistência a riscos que se aproxima da safira".

A maior parte da receita da Corning ainda vem da venda de telas para TVs e fibra ótica, mas nos últimos anos o Gorilla Glass tem apresentado um crescimento significante para a empresa. Atualmente, o material é utilizado em mais de 3 bilhões de dispositivos, incluindo os populares iPhones e os aparelhos da linha Galaxy, da Samsung.

No ano passado, a Corning viu sua nova mina de ouro ser abalada pela possibilidade da Apple, um de seus clientes mais importantes, optar pelo uso da safira em seus smartphones. Só que a GT Advanced, um dos principais fornecedores da safira, inesperadamente pediu proteção contra falência e rompeu relações com a Maçã.

Por um lado, a Corning se livrou de ter seu brilho ofuscado pelo que poderia ser um dos maiores sucessos em relação a telas de smartphone, mas a confusão acabou evidenciando um das maiores fraquezas do Gorilla Glass: a baixa resistência a riscos. Pensando nisso, a empresa começou a trabalhar pesado no desenvolvimento de um novo material capaz de unir todas as características que as fabricantes e os usuários de smartphones sonham ver em um display. Afinal, a safira pode ser super-resistente a riscos, mas mostra fragilidade em relação a quedas.

A empresa ainda não revelou muitos detalhes sobre a novidade, mas é possível que ela seja lançada já nos próximos meses. Enquanto isso, vamos ficar de olho para saber se esse será mesmo o material capaz de colocar fim às nossas angústias em relação a telas frágeis.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.