Dilma Rousseff quer que celular do brasileiro seja sua 'carteira eletrônica'

Por Redação | 26 de Julho de 2013 às 15h45

A presidente Dilma Rousseff afirmou que, no futuro, os celulares dos brasileiros se transformarão em uma opção de "carteira eletrônica". A declaração foi feita em sua coluna semanal 'Conversas com a Presidenta', na edição da última terça-feira (23). O assunto da última edição da coluna, publicada em mais de 200 jornais brasileiros, foi a popularização e o acesso à internet no Brasil.

"O governo federal tem interesse em popularizar ainda mais a internet. Neste ano, eliminamos impostos que eram cobrados sobre os investimentos para a construção e modernização de redes de telecomunicações, especialmente as redes de fibra ótica", escreveu a presidente em resposta à pergunta de Wilson Santos, morador de Nova Iguaçu (RJ), que afirmou que "os brasileiros estão utilizando a internet até para pagar as contas, sendo que no futuro agências bancárias seriam coisas raras" e questionou logo em seguida "por que a internet brasileira não pode ser popular?".

Dilma comentou a pergunta de Santos afirmando que, atualmente, metade dos brasileiros já utiliza a internet e que "entre os mais jovens, a utilização passa de 70%, de acordo com o IBGE". A presidente ressaltou que o governo federal tem como objetivo principal acelerar a popularização da internet de alta velocidade em novas regiões do país, exemplificando com a informação de que a Telebrás irá inaugurar novas redes de fibra ótica para conectar duas instituições federais de ensino à Rede Nacional de Pesquisa em Nova Iguaçu, no estado do Rio de Janeiro.

Respondendo ao argumento de Wilson Santos sobre o uso da internet em transações bancárias, Dilma Rousseff concordou que cada dia mais essas atividades estão sendo realizadas por meio do computador. "Essa tendência deve crescer e chegar ao celular", disse. A presidente ainda afirmou que um projeto foi encaminhado ao Congresso Nacional para a regulamentação dos pagamentos móveis no país. "O aparelho celular deverá se transformar em uma opção de carteira eletrônica, através da qual o usuário poderá receber e pagar contas com a mesma facilidade com que carrega um crédito no aparelho ou envia uma mensagem de texto", concluiu.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.