Ciente de problemas com atualização, Apple pede que usuários reinstalem iOS 8

Por Redação | 25 de Setembro de 2014 às 15h23
photo_camera Divulgação

O lançamento do iPhone 6 e de seu irmão maior, o Plus, pode ter sido um dos maiores da história da Apple, mas não veio sem sua cota de problemas. Nesta quarta-feira (24), usuários de todo o mundo reclamaram quando seus aparelhos novinhos ficaram completamente sem sinal e com a função TouchID desabilitada após a atualização para a versão 8.0.1 do iOS, que veio para corrigir alguns problemas e acabou causando outros.

O fato de apenas os celulares mais recentes da companhia estarem sendo afetados pelos problemas, que parecem ser generalizados, acabou gerando uma resposta rápida da empresa, mas não exatamente da forma como todos já estão acostumados. A falha levou a Maçã a suspender os downloads da atualização e solicitar que seus usuários retornem seus aparelhos à edição anterior do sistema operacional.

O método é basicamente o mesmo que comentamos outro dia. Basta baixar um arquivo disponibilizado pela Apple – que, na verdade, é o iOS 8 em sua forma original – e conectar o iPhone ao computador. Na sequência, realize um backup e clique sobre o botão “Restaurar iPhone” com a tecla Shift, no Windows, ou Option, no Mac, pressionada. Selecione o arquivo baixado e aguarde a conclusão do processo.

De acordo com a fabricante, o processo vai interromper o funcionamento do app Saúde, que deixará de operar completamente. A Apple diz que os serviços serão restabelecidos a partir da versão 8.0.2 do iOS, que deve ser liberada nos próximos dias e resolverá de vez todas as falhas. Apesar de reconhecer o problema, a empresa não detalhou exatamente o que o estava causando.

Ainda falando sobre problemas, representantes de suporte da Apple comentaram ao site The Next Web sobre o chamado “bendgate”, uma falha de design que vem resultando no entortamento do iPhone 6 Plus quando carregado no bolso. Segundo a empresa, os usuários afetados podem sim solicitar a troca junto às lojas oficiais, mas o processo não é tão simples assim.

A fabricante explica que os afetados pelo problema devem procurar um Genius, que levará o aparelho para um processo chamado de “Inspeção Mecânica Visual”, no qual ele deverá se encaixar em uma série de parâmetros oficiais que determinam o problema. Ao ser “aprovado”, o dispositivo é substituído por outro, uma ação que não deve resolver permanentemente o problema, já que ele se trata de uma falha estrutural nos aparelhos, mais finos e compridos, sendo assim, menos resistentes.

Repercussão

De acordo com as informações da Reuters, os problemas pelos quais os novos modelos de iPhone estão passando desde seu lançamento foram suficientes para reverter a longa alta nas ações da Apple. Os papeis da empresa chegaram a operar com baixa de 4% nesta quinta-feira (25), perdendo todos os ganhos obtidos desde o dia 9 de setembro, quando os celulares foram anunciados.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.