Blackphone: falha em aplicativo compromete smartphone mais seguro do mundo

Por Redação | 28 de Janeiro de 2015 às 17h02

O Blackphone foi desenvolvido para ser um smartphone seguro e invulnerável a qualquer tipo de invasão ou ataque hacker, porém, de acordo com um relatório do Ars Technica, na prática o que acontece é exatamente o contrário.

Segundo as informações do documento, o Blackphone pode ser considerado até mesmo menos seguro do que os outros smartphones. Embora possua uma gama de softwares especializados que foram criados para ajudar os usuários a se comunicar de forma mais segura, um desses aplicativos, na verdade, apresenta uma falha que pode ser explorada por hackers para interceptar as mensagens trocadas.

A falha de segurança afeta o programa SilentText, que pode ser encontrado tanto na App Store quanto na Google Play, e foi descoberta por Mark Downd. Numa demonstração, ele comprovou que a brecha de segurança pode ser usada para vasculhar diversas informações sobre os usuários do dispositivo e tudo o que o hacker precisa é do nome do usuário ou o seu número de telefone da vítima.

Com esses dados em mãos, o cibercriminoso pode não só acessar as mensagens da vítima, mas também verificar os contatos e rastrear a localização dos aparelhos. Downd ainda relata que a companhia já está corrigindo a falha, mas ainda não se sabe se o problema chegou a ser descoberto e explorado pelos hackers.

A falha está apenas no aplicativo, portanto o hardware do aparelho continua classificado como seguro.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.