BlackBerry confirma segunda geração do Passport e um novo dispositivo

Por Redação | 29.09.2014 às 15:55
photo_camera Divulgação

Nos últimos meses, a BlackBerry tem buscado se reeguer no mercado de smartphones, dominado agora pelos iPhones, celulares Android e aparelhos com outros sistemas operacionais. Uma das apostas da empresa é o recém-lançado Passport, um dispositivo com tela quadrada e teclado físico, bem incomum quando comparado com os outros celulares mais atuais com display sensível ao toque.

Apesar dos prejuízos, a companhia americana avisa que não deixará a indústria mobile tão cedo. Tanto é que Ron Louks, líder da divisão de dispositivos da entidade, disse à agência Reuters que a BlackBerry está disposta a correr alguns riscos e anunciar pelo menos um gadget fora dos padrões convencionais a cada ano. "Quando se trata de design e de ser um pouco perturbador, queremos um fator 'uau'. Nem todos os produtos terão essa característica, mas definitivamente temos várias oportunidades", comentou.

Louks e o CEO da BlackBerry, John Chen, destacaram que a empresa não descarta desenvolver uma segunda versão do Passport. E mais: já está em fase de criação o projeto inédito de um "dispositivo não convencional", sobre o qual operadoras e outras instituições do setor já enviaram um feedback positivo. Sem dar detalhes, Louks apenas afirmou que o protótipo está sendo pensado para que o usuário consiga utilizar o telefone com uma única mão de um jeito bem mais simples.

"Levando em consideração a receptividade do Passport, sei que vamos ter pelo menos mais uma geração desse dispositivo. Também tenho grandes esperanças para o BlackBerry Classic [outro smartphone da empresa], e conversei com várias pessoas que querem um aparelho como esse. Então acho que teremos mais foco em nossos celulares, incluindo o conceito de um novo dispositivo", disse Chen.

Tela quadrada

Anunciado na semana passada, o BlackBerry Passport conta com um processador Qualcomm Snapdragon 800 quad-core, 3 GB de memória RAM, bateria de 3.450 mAh e capacidade de armazenamento interno de 32 GB de dados (expansíveis para até 64 GB via microSD). O celular roda o sistema operacional BlackBerry OS 10.3, tem câmera traseira de 13 MP que filma em Full HD (1080p), conectividade Bluetooth 4.0, entrada microUSB e suporte para redes 2G, 3G e 4G.

O destaque do Passport é seu display quadrado de 4,5 polegadas, com 1.440 x 1.440 de resolução. De acordo com a fabricante, o formato oferece uma experiência ainda maior e melhor de visualização do que os smartphones atuais. Além disso, Chen deixou claro que o foco do celular são os consumidores corporativos, como também escritores, arquitetos, agentes financeiros e médicos que dependem de um dispositivo maior para checar informações.

A pré-venda do aparelho foi um sucesso. Foram vendidas 200 mil unidades em apenas dois dias. Nos Estados Unidos, o telefone desbloqueado (sem contrato com operadoras) custa US$ 599.