Bateria mais durável é o que os consumidores querem ao comprar novos smartphones

Por Redação | 14.05.2014 às 08:49
photo_camera Divulgação

A veterana firma norte-americana especializada em pesquisas de mercado International Data Corporation (IDC) realizou recentemente uma apresentação especial chamada ConsumerScape 360, em que mostrou dados sobre como pessoas de diferentes gêneros e idades utilizam seus smartphones em cinco regiões do planeta. O resultado, veiculado por sites de todo o mundo e via Twitter, mostra que a maior preocupação dos consumidores atualmente é com relação a vida útil e autonomia das baterias de seus aparelhos.

A pesquisa leva em consideração a rivalidade entre smartphones com sistemas operacionais Android, iOS e Windows. A IDC também questionou os usuários de cada sistema operacional as razões pela escolha dos aparelhos em que esses sistemas estavam instalados.

IDC pesquisa

Em primeiro lugar ficou a vida útil da bateria, com o Android aparecendo em primeiro lugar (56%), Windows Phone (53%) em segundo e o iOS em terceiro (49%). Em seguida, quatro itens dividem parcelas semelhantes da preferência do usuário: no quesito facilidade de uso, a Apple (39%) garantiu o primeiro lugar, seguido do Windows Phone (38%) e Android (33%) em terceiro.

O sistema operacional da Microsoft (40%) continua mais popular, com o Android (37%) bem próximo e o iOS (32%) como o menos querido. A pesquisa revelou empate entre Android (34%) e iOS (34%) quando se fala em desempenho da tela sensível, com o Windows Phone (37%) na frente. Já com relação ao tamanho da tela, o Android (37%) foi campeão, seguido do Windows Phone (34%) e iOS (22%).

Alguns outros tópicos também foram levados em consideração, como escolha da marca, peso e tamanho e, por incrível que pareça, itens que normalmente são mais explorados por anunciantes, como a resolução da câmera e velocidade de navegação na web, ficaram entre as últimas opções.

Portanto, fica a dica para os fabricantes e desenvolvedores: o que os consumidores querem é uma bateria que dure mais.

Fonte: https://twitter.com/fjeronimo/status/465896917298577409/photo/1