Apple e Samsung estão entre as mais desejadas em mercados em desenvolvimento

Por Redação | 05.03.2014 às 16:37 - atualizado em 06.03.2014 às 11:55

Um estudo divulgado nesta quarta-feira (5) pela consultoria Upstream em parceria com a Ovum revela que a Apple e a Samsung estão entre as marcas mais desejadas para smartphones em cinco mercados emergentes.

De acordo com os resultados, dos 4,5 mil consumidores entrevistados no Brasil, China, Índia, Nigéria e Vietnã, a Apple tem o interesse de 32% deles, e a Samsung, 29%. Em terceiro lugar aparece a Nokia, com 13%. Nos resultados localizados, no entanto, os números variam um pouco.

No Brasil e Índia é a sul-coreana que lidera as porcentagens, com respectivamente 37% e 36% dos entrevistados respondendo que a Samsung será a marca de preferência na sua próxima compra de smartphones. Em ambos a Apple fica em segundo lugar, com respectivamente 27% e 28%.

Já na China e Vietnã as porcentagens se invertem. A Apple seria a preferida por 42% dos chineses e por 36% dos vietnamitas, seguida por 32% para a Samsung na China e por 21% para a Nokia no Vietnã.

A Nigéria mostra um cenário bem diferente dos outros pesquisados, com um interesse equilibrado por diferentes marcas. A HTC e Blackberry lideram com 16% dos entrevistados, seguidas pela Apple (15%), outras marcas (13%) e Samsung (12%).

Apesar da dianteira da Apple, a base instalada de smartphones ainda favorece majoritariamente dispositivos com Android nas regiões. Quando observado o uso de aplicativos, 40% dos entrevistados afirmaram baixar seus apps através da Google Play, contra 28% da App Store e 26% através de operadores locais.

De acordo com a pesquisa, parte do desafio das vendas da empresa nas regiões continua a ser o preço dos dispositivos. Apesar de lançar iniciativas como o iPhone 5C, que tinha como objetivo atingir consumidores com menor poder aquisitivo, a Apple não foi capaz de dar a tração desejada nas vendas. Você pode ver os infográficos da pesquisa aqui.

Smartphones mercados emergentes

Que marca você deseja para seu próximo smartphone? (Imagem: Reprodução)