Análise: Samsung Galaxy S5 Duos

Por Pedro Cipoli
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

Smartphones com suporte a dois chips SIM simultâneos estão se tornando cada vez mais comuns, em especial em países onde as tarifas ainda são relativamente altas por um serviço que não é tão bom assim. Muitas vezes compensa manter duas linhas ativas para economizar na ligação, o que fez com que muitas empresas passassem a oferecer modelos dual-chip para os consumidores, mesmo que somente uma das linhas tenha suporte a uma conexão de dados (mesmo porque não faria sentido manter duas).

Até aí sem grandes novidades, já que tanto o Android quanto o Windows Phone (o Lumia 630 é um bom exemplo) já possuem vários modelos dual-chip. Aliás, nas séries mais básicas há até mesmo smartphones com suporte a 3 linhas, como o LG Optimus L4 II que testamos aqui, ou mesmo 4 chips, voltados para quem precisa de tantas conexões e não quer abrir mão das funcionalidades de um mesmo smartphone. Porém, até então havia poucos modelos top de linha com suporte a 2 conexões.

Já analisamos aqui o Sony Xperia Z3, que tem suporte a uma conexão 4G e outra 2G, nas ele não foi o primeiro a chegar ao mercado brasileiro com essa característica. O Galaxy S5 Duos foi um dos primeiros do segmento, trazendo as mesmas características da Sony e sendo pouca coisa diferente do Galaxy S5 original. Visualmente, ambos são basicamente idênticos, exceto pelo indicação "DUOS" na tampa traseira do modelo mais novo. Tirando isso, estamos falando do mesmo aparelho.

Assim como o Z3, uma das conexões é 4G, suportando tanto voz quanto dados, enquanto a outra é apenas 2G, utilizada somente para chamadas de voz. Um ponto que achamos bacana é o recurso "Chamada Certa", que realiza a ligação através do chip da mesma operadora, caso ele esteja presente. Por exemplo, se você possui um chip da Vivo e outro da Oi e liga para um número da Vivo, o S5 Duos seleciona automaticamente o chip da Vivo para economizar nas tarifas. Quando desativado, é necessário selecionar qual chip utilizar, ou mesmo quando se realiza uma chamada para uma operadora que não está em uso (TIM ou Claro, por exemplo).

Com exceção desse detalhe, temos o bom e não tão velho Galaxy S5 lançado no começo de 2014, com a mesma câmera IsoCell de 16 megapixels, processador Snapdragon 801, tela Full HD de 5,1 polegadas e bateria de 2.600 mAh. Outra pequena mudança é na autonomia de bateria, que fica ligeiramente menor quando o segundo chip é inserido, mas menos do que imaginávamos, já que o chip secundário só suporta voz. Lembra os celulares de 10 anos atrás, que duravam quase uma semana fora da tomada? Pois é, uma conexão 2G somente de voz praticamente não consome bateria.

Como se trata basicamente do mesmo aparelho, recomendamos ler a análise completa do Galaxy S5 original, que fizemos quando este foi lançado, já que repetir os detalhes aqui ficaria cansativo. Aproveitamos também para recomendar nossa análise em vídeo, um resumão com as principais características do Galaxy S5, e outros dois vídeos para quem está em dúvida na hora de comprá-lo:

Esse material, combinado, dará uma boa noção do que esperar do S5 Duos, que inclusive conta com o mesmo preço de lançamento do irmão mais velho: R$ 2.599. Na data de fechamento deste artigo, já é possível encontrá-lo por preços mais acessíveis, como R$ 2.081 no Marcelo Smart, que nos emprestou uma unidade de testes para conferimos as novidades.