Produtor da série "Narcos" é morto a tiros no México

Por Redação | 18 de Setembro de 2017 às 11h51

Carlos Muñoz Portal, assistente de produção freelancer de Narcos, foi morto a tiros no México enquanto procurava por locais para a gravação da série da Netflix.

Muñoz Portal, aos seus 37 anos de idade, foi encontrado morto no domingo (17) em uma região rural do Estado do México, a segunda região mais violenta do país. As autoridades ainda não determinaram quais foram os motivos do homicídio.

Foto de Carlos Muñoz Portal (Reprodução/Facebook/Carlos Muñoz Portal)

Um representante do Ministério Público mexicano informou que no momento do incidente não havia nenhuma testemunha e que a região é despovoada. Apesar disso, a suspeita é de que o cineasta tenha sido perseguido até o local.

Em virtude do trágico incidente, a Netflix se manifestou por meio de uma nota oficial:

"Estamos cientes da morte de Carlos Muñoz Portal, um respeitado gerente de locação, e oferecemos nossas condolências aos seus familiares. Os fatos ainda são desconhecidos, já que as autoridades continuam investigando o que aconteceu"

Antes de integrar a equipe de produção de Narcos, Portal já havia trabalhado em outras obras cinematográficas conhecidas, como 007 Contra Spectre, Sicário: Terra de Ninguém e Velozes & Furiosos.

Fonte: The Guardian

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.