Netflix divulga “Narcos” em locais típicos onde se usava cocaína nos anos 1990

Por Redação | 08 de Setembro de 2017 às 18h40

O uso da cocaína nos Estados Unidos cresceu demais nos anos 1990, especialmente por conta das atividades dos cartéis colombianos. E esse é o período da história retratado na série Narcos, da Netflix, que, nas duas primeiras temporadas, mostrou a história de Pablo Escobar e o cartel de Medellín, enquanto a terceira se foca na ascensão e queda do cartel de Cali.

Para promover a produção, a Netflix decidiu colar anúncios em locais tipicamente usados para se usar a droga por aí na década de 1990, como banheiros de bares e casas noturnas.

"Esteve aqui nos 90s? Há 80% de chance de esse pó ter vindo do cartel de Cali", diz o adesivo

Os adesivos foram colados em mais de 160 estabelecimentos nas cidades de Los Angeles, Chicago, Nova Iorque e Miami — locais que receberam grandes quantidades de cocaína proveniente do cartel de Cali naquela década.

Jason Gaboriau, da agência Doner (que faz parte da ação junto com a Netflix), explicou que, com a campanha, a ideia era “não somente ser disruptivo e fazer a divulgação em locais que as pessoas menos esperam, como também dar continuidade à história contada pela Netflix”, contextualizando o tema.

E a ideia parece ter sido acertada: de acordo com dados da empresa de análise Brandwatch, as menções de “Pablo Escobar” nas redes sociais foram menores do que as menções quanto ao cartel de Cali, que já passam de 7 mil registros.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.