Netflix anuncia nova série mexicana "Diablero"

Por Redação | 03.08.2017 às 12:56

A Netflix anunciou durante o evento "Viva Netflix" a nova série Diablero, que será filmada inteiramente no México, se unindo a outras produções originais filmadas na América Latina, como 3%, O Matados, Nascos, Club de Cuervos, Ingobernable, entre outros. O anúncio da nova produção da empresa foi feito pelo diretor executivo de conteúdo, Ted Sarandos.

Diablero é produzida por Juan Gordon e Pedro Uriol da Morena Films, enquanto que a produção executiva e direção da série ficará a cargo de José Manuel Cravioto (El Chapo, Sr. Ávila, El Más Buscado) e Rigoberto Castañeda (Paramédicos, Hasta que te Conocí, KM31). Entre os roteiristas estão Pablo Tebar, Veronica Marza, Gibrán Portela, Luis Gamboa e José Rodríguez.

A série será baseada no livro El Diablo me obligó, de Francisco Gerardo Haghenbeck, e será rodeada de drama de fantasia e terror, contando a história do padre Ramiro Ventura, um sacerdote que busca a ajuda de um lendário caçador de demônios. Em conjunto com Nancy Gama, os três participam de uma série de eventos que podem definir o destino da humanidade. Diablero também possui um toque de comédia e estará disponível para assinantes em todo o mundo a partir de 2018.

Investimento na América Latina

A Netflix tem investido em conteúdo produzido localmente e já conta com 50 produções originais inéditas ou em nova temporada provenientes da América Latina previsto até 2018. Segundo a empresa, mesmo diante do apelo local que as séries latinas trazem, elas conseguem criar comunidades de fãs em diversos países pelo mundo, como na Coreia do Sul, Itália, Turquia e Austrália. É o caso do thriller distópico 3%, filmado no Brasil, e o ágil drama político Ingobernable, produzido no México.

"Os talentos de diferentes países da região estão quebrando paradigmas de como tradicionalmente o storytelling latino-americano costuma ser conhecido", afirmou Sarandos. "Como parte da expansão do nosso investimento na região, estamos à procura de inovadores que estejam entusiasmados para redefinir as fronteiras do entretenimento na América Latina, o que faz da oportunidade de impulsionar formatos pouco explorados como, por exemplo, o stand-up, ainda mais interessante".

Sobre os especiais de stand-up comedy, a Netflix está trabalhando com 21 novos comediantes da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México para seu catálogo entre 2017 e 2018. As produções estão em diferentes tipos de estágio e incluem talentos como Clarice Falcão, Natalia Valdebenito, Ricardo Quevedo e Sebastián Wainraich.