HBO Now chega ao Brasil ainda neste ano

Por Redação | 03 de Março de 2016 às 09h00

Está todo mundo de olho no mercado da Netflix. Depois da Globo anunciar sua plataforma própria de streaming, agora é a vez da HBO mostrar que também está disposta a brigar por este público, ainda mais aqueles que são fãs de suas séries exclusivas, como Game of Thrones. A emissora revelou que deve trazer o HBO Now para o país ainda em 2016 e isso deve deixar muita gente animada.

Para quem não conhece, o HBO Now é um serviço de streaming do canal que permite que qualquer assinante possa conferir seus programas de maneira bem semelhante ao que a própria Netflix faz. O ponto é que ele é independente de uma assinatura de TV a cabo, ao contrário do que acontece com o HBO Go que já está disponível por aqui. Assim, sem esse vínculo com uma operadora, você pode conferir as séries do canal de qualquer lugar.

O anúncio foi feito pelo próprio CEO da emissora. Em um evento nesta quarta-feira (02), Richard Pleper revelou que a emissora pretende expandir a base de operações do HBO Now e que ele será lançado em mais regiões nos próximos meses. Além do Brasil, Espanha e Argentina também foram confirmados, mas sem qualquer previsão de quando o serviço começará a ser ofertado. Por enquanto, a plataforma está presente nos Estados Unidos, México, Colômbia, Noruega, Suécia, Finlândia, Cingapura, Hong Kong e Dinamarca.

Game of Thrones

Outra dúvida além da data é o preço, principalmente em tempos de dólar em alta. A HBO não revelou os valores do Now por aqui, mas é possível esperar algo acima dos R$ 23 cobrados pela Netflix em nosso país. Isso porque, nos Estados Unidos, o serviço de streaming da emissora custa US$ 15 contra os US$ 10 da Netflix. Pela cotação direta, a assinatura deveria então sair por R$ 60, mas isso assustaria muita gente, então é bem provável que tenhamos algo em torno de R$ 30 e R$ 40. No entanto, não há nada oficial até o momento.

Lançado no ano passado, o HBO Now teve um início menos impactante do que a empresa esperava, mesmo com o apelo de suas séries — ao todo, foram apenas 800 mil assinantes. O desempenho aquém do esperado forçou a companhia a adotar novas estratégias para conquistar novos usuários. Para isso, além de expandir os territórios disponíveis, ela quer investir mais em conteúdo original e fechar parcerias com outros canais, como Warner e Fox.

Via: TechCrunch

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.